Evolução dos diagnósticos de enfermagem de crianças com cardiopatias congênitas

  • Viviane Martins da Silva Federal University of Ceará
  • Thelma Leite de Araujo Federal University of Ceará
  • Marcos Venícios de Oliveira Lopes Federal University of Ceará
Palavras-chave: cardiopatias congênitas, diagnóstico de enfermagem, continuidade da assistência ao paciente

Resumo

Objetivou-se descrever a evolução dos diagnósticos de enfermagem em crianças portadoras de cardiopatias congênitas. Estudo longitudinal desenvolvido nos meses de julho a novembro de 2004. A amostra foi composta por 45 crianças internadas em um hospital da rede pública do município de Fortaleza, acompanhadas durante quinze dias de internamento. No período efetivaram-se seis avaliações diagnósticas. Foram encontrados 21 diagnósticos de enfermagem. Entre os diagnósticos, seis evidenciaram maiores oscilações em suas trajetórias de ocorrência no tempo: Padrão respiratório ineficaz, Intolerância à atividade, Desobstrução ineficaz das vias aéreas, Hipertermia, Padrão de sono perturbado e Risco para intolerância à atividade. Foram construídos cinco modelos paramétricos no domínio do tempo, com vistas a predizer a ocorrência desses diagnósticos de enfermagem. Conclui-se que o conhecimento da evolução temporal das respostas do indivíduo pode direcionar os cuidados de enfermagem para as reais necessidades do cliente.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2006-08-01
Como Citar
Silva, V., Araujo, T., & Lopes, M. (2006). Evolução dos diagnósticos de enfermagem de crianças com cardiopatias congênitas. Revista Latino-Americana De Enfermagem, 14(4), 561-568. https://doi.org/10.1590/S0104-11692006000400014
Seção
Artigos Originais