Avaliação dos percentis de crescimento de crianças com cardiopatias congênitas

  • Viviane Martins da Silva Federal University of Ceará
  • Marcos Venícios de Oliveira Lopes Federal University of Ceará
  • Thelma Leite de Araujo Federal University of Ceará
Palavras-chave: cardiopatias congênitas, antropometria, continuidade da assistência ao paciente

Resumo

O propósito do presente estudo foi avaliar a correlação entre as medidas antropométricas de crianças com cardiopatias congênitas com os percentis que representam seus indicadores de crescimento. Foram realizadas 135 avaliações antropométricas de crianças com cardiopatias congênitas, internadas num hospital especializado em doenças cardíacas da cidade de Fortaleza / Ceará. Para avaliação do crescimento, foram calculados os percentis de altura por idade, peso por altura e peso por idade. A média de idade das crianças foi de 4,74 meses (+ 3,78) e 66,7% das crianças eram do sexo masculino. As medianas dos três percentis apresentaram valores abaixo do percentil 10, indicando grande proporção de valores na faixa considerada de risco. A prega subescapular esteve correlacionada de forma positiva com os três percentis. Os valores dos percentis estudados indicaram atraso de crescimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2007-04-01
Como Citar
Silva, V., Lopes, M., & Araujo, T. (2007). Avaliação dos percentis de crescimento de crianças com cardiopatias congênitas. Revista Latino-Americana De Enfermagem, 15(2), 298-303. https://doi.org/10.1590/S0104-11692007000200016
Seção
Artigos Originais