O neonato prematuro hospitalizado: significado da participacao na Unidade Neonatal para os pais

Autores

  • Josefina Gallegos-Martinez Universidad Autonoma de San Luis Potosi; Facultad de Enfermeria
  • Jaime Reyes-Hernandez Universidad Autonoma de San Luis Potosi; Facultad de Enfermeria
  • Carmen Gracinda Silvan Scochi Universidade de Sao Paulo; Escola de Enfermagem de Ribeirao Preto

DOI:

https://doi.org/10.1590/0104-1169.2970.2375

Resumo

OBJETIVO: identificar e analisar os significados que têm a participação na unidade neonatal para os pais, num hospital/maternidade de San Luis Potosí, México. MÉTODO: estudo qualitativo, realizado com 20 pais, de ambos os sexos e com idade entre 18 e 39 anos, baseado no referencial participação dos pais no cuidado do filho prematuro hospitalizado. Para o tratamento da informação, foi realizada análise de conteúdo, na sua modalidade temática. RESULTADOS: os significados encontrados foram: a) a unidade neonatal como espaço de sofrimento e de espera; b) enfrentando a internação do filho; c) sendo excluído do cuidado do filho hospitalizado; d) percebendo-se sem competências para o cuidado do filho. CONCLUSÃO: os pais enfrentam o seu sofrimento, encontram barreiras que lhes impedem participar e, ao se assumirem como estando abaixo da hierarquia médica, sua participação torna-se ainda mais limitada, mesmo no seu papel natural de pais. É necessário transformar a filosofia assistencial, com base na concepção dos pais como indivíduos com direito a participar e a serem competentes no cuidado do filho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2013-12-01

Como Citar

Gallegos-Martinez, J., Reyes-Hernandez, J., & Scochi, C. G. S. (2013). O neonato prematuro hospitalizado: significado da participacao na Unidade Neonatal para os pais . Revista Latino-Americana De Enfermagem, 21(6), 1360-1366. https://doi.org/10.1590/0104-1169.2970.2375

Edição

Seção

Artigos Originais