[1]
S. Ketefian e R. W. Redman, “Um exame crítico da evolução da educação de doutorado em enfermagem nos Estados Unidos”, Rev. Latino-Am. Enferm., vol. 23, nº 3, p. 363-371, jun. 2015.