Agregação de fatores de risco à saúde em crianças.

Autores

  • Rosimeide Francisco Santos Legnani Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Elto Legnani Universidade Federal Tecnológica do Paraná.
  • Michael Pereira da Silva Universidade Federal do Paraná.
  • Guilherme da Silva Gasparotto Instituto Federal do Paraná
  • Eliane Denise Araújo Bacil Universidade Federal do Paraná.
  • Wagner de Campos Universidade Federal do Paraná.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v48i4p328-335

Palavras-chave:

Fatores de Risco. Atividade Motora. Questionários.

Resumo

Modelo do estudo: Estudo descritivo correlacional de corte transversal. Objetivos: Identificar a prevalência de fatores de risco à saúde (FRS) de forma agregada em crianças de Curitiba, PR, bem como, associar os FRS agregados com as variáveis demográficas. Métodos: foram selecionadas 1054 crian- ças (7 a 10 anos) de escolas públicas e particulares de Curitiba/PR. A avaliação da prática da Atividade Física (AF) foi realizada por meio do questionário eletrônico Webdafa. A soma dos escores das categorias de AF gerou um Escore Geral de Atividade Física (EGAF: 0 a 187 pontos). Ao Webdafa foram adicionadas questões sobre o tempo de tela e horas de sono. Mediu-se também, a massa corporal e a estatura para classificação do Índice de Massa Corporal (IMC). Os dados foram categorizados em nível insuficiente de Atividade Física (EGAF < 84), tempo de tela (> 2 horas/dia), horas de sono (< 10 horas). Resultados: Entre os avaliados, 484 (45,9%) foram meninos, 548 (52%) estudavam no turno vespertino, a média de idade foi de 8,9 (±0,9) anos, peso corporal de 33,5 kg (±8,9), estatura de 1,36 m (±0,08) e IMC de 17,8 (±3,4). Apenas 5,5% (58) das crianças apresentaram um FRS, 35,1% (370) apresentaram dois FRS e 59,4% (626) apresentaram três ou mais FRS agregados. Os FRS agregados associaram-se significativamente com as variáveis: sexo, tipo de escola e turno escolar (p< 0,05). Conclusão: observou-se elevada prevalência de dois ou mais FRS nas crianças avaliadas e associação destes fatores agregados com variáveis sociodemográficas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosimeide Francisco Santos Legnani, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Acadêmica de Doutorado do programa de Pós-graduação em Educação Física da Universidade Federal do Paraná – UFPR; Professora de Educação Física da Universidade Estadual de Ponta Grossa – UEPG, Ponta Grossa.

Elto Legnani, Universidade Federal Tecnológica do Paraná.

Professor Doutor do curso de Bacharelado em Educação Física da Universidade Federal Tecnológica do Paraná – UTFPR

Michael Pereira da Silva, Universidade Federal do Paraná.

Acadêmico de Doutorado do programa de Pós-graduação em Educação Física da UFPR.

Guilherme da Silva Gasparotto, Instituto Federal do Paraná

Acadêmico de Doutorado do programa de Pós-graduação em Educação Física da UFPR; Professor de Educação Física do Instituto Federal do Paraná – IFPR, Campus Foz do Iguaçu

Eliane Denise Araújo Bacil, Universidade Federal do Paraná.

Acadêmica de Doutorado do programa de Pós-graduação em Educação Física da UFPR

Wagner de Campos, Universidade Federal do Paraná.

Professor Doutor do programa de Pós-graduação em Educação Física da UFPR.

Downloads

Publicado

2015-12-11

Como Citar

1.
Legnani RFS, Legnani E, Silva MP da, Gasparotto G da S, Bacil EDA, Campos W de. Agregação de fatores de risco à saúde em crianças. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 11 de dezembro de 2015 [citado 3 de dezembro de 2022];48(4):328-35. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/108306

Edição

Seção

Artigo Original
Bookmark and Share

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)