Redução da nocicepção articular induzida pela formalina em ratos tratados com laser de baixa potência 670 ou 830 nm

Autores

  • Jhenifer Karvat Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Programa de Biociências e Saúde
  • Camila M. M. Kakihata Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Programa de Biociências e Saúde
  • Jéssica A. Malanotte Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Programa de Biociências e Saúde
  • Daniele Pelissar Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Assis R. Escher Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Gladson R. F. Bertolini Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Programa de Biociências e Saúde

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v48i6p533-538

Palavras-chave:

Terapia a Laser de Baixa Intensidade . Medição da Dor. Sinovite. Modalidades de Fisioterapia

Resumo

Modelo do estudo: estudo experimental, de caráter transversal. Objetivo: avaliar os efeitos do laser de baixa potência (LBP), com comprimento de onda de 670nm e 820nm, na nocicepção de ratos Wistar submetidos à hipernocicepção articular no joelho direito. Metodologia: foram utilizados 18 ratos Wistar, separados em 3 grupos: G1 – não tratados; G2 – tratados com LBP 670 nm; G3 – tratados com LBP 830 nm. Para a indução da hipernocicepção foi injetado no espaço articular tíbio-femoral 100 µL de formalina 5%. Para avaliar a nocicepção foi utilizado o filamento de von Frey digital, tanto com pressão sobre o joelho, quanto na região plantar; esta avaliação aconteceu: pré-lesão (AV1), após 15 (AV2), 30 (AV3) e 60 (AV4) minutos da indução da hipernocicepção. Para o tratamento com LBP foi usada fluência de 8 J/cm, logo após AV2. Resultados: o limiar de retirada, quando a pressão foi realizada no joelho, mostrou que 670 nm produziu elevação do limiar em AV3 e AV4, retornando para valores semelhantes aos de AV1. Para a região plantar, apenas 830 nm mostrou restauração dos valores em AV4, e foi maior em AV3 ao comparar com o grupo controle. Conclusão: ambos os comprimentos de onda produziram elevação do limiar de retirada da pata, em ratos com hipernocicepção em joelho

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jhenifer Karvat, Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Programa de Biociências e Saúde

Mestre pelo Programa de Biociências e Saúde da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste

Camila M. M. Kakihata, Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Programa de Biociências e Saúde

Mestranda do Programa de Biociências e Saúde da Unioeste

Jéssica A. Malanotte, Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Programa de Biociências e Saúde

Mestranda do Programa de Biociências e Saúde da Unioeste

Daniele Pelissar, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Discente do curso de Fisioterapia da Unioeste

Assis R. Escher, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Técnico do Laboratório de Estudo das Lesões e Recursos Fisioterapêuticos da Unioeste

Gladson R. F. Bertolini, Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Programa de Biociências e Saúde

Docente no Programa de Biociências e Saúde e na graduação em Fisioterapia da Unioeste

Downloads

Publicado

2015-12-20

Como Citar

1.
Karvat J, Kakihata CMM, Malanotte JA, Pelissar D, Escher AR, Bertolini GRF. Redução da nocicepção articular induzida pela formalina em ratos tratados com laser de baixa potência 670 ou 830 nm. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 20 de dezembro de 2015 [citado 15 de agosto de 2022];48(6):533-8. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/114912

Edição

Seção

Artigo Original
Bookmark and Share