Associação entre níveis de atividade física e polifarmácia em pacientes hipertensos

Autores

  • Denise R. Bueno Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Publica
  • Henrique L. Monteiro Universidade Estadual Paulista. Departamento de Educação Física
  • Clara S. C. Rosa Universidade Estadual Paulista
  • Jamile S. Codogno Universidade Estadual Paulista. Departamento de Educação Física
  • Rômulo A. Fernandes Universidade Estadual Paulista. Departamento de Educação Física
  • Maria F. N. Marucci Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v49i3p240-247

Palavras-chave:

Hipertensão. Atividade Física. Polifármacos

Resumo

Introdução: o exercício reduz o uso de medicamentos em indivíduos hipertensos. Contudo, diferentes domínios de atividade física (AF) não têm sido estudados no intuito de analisar suas relações com o uso de múltiplos medicamentos, conhecido como polifarmácia. Objetivo: analisar a associação entre AF em diferentes domínios (tempo livre, locomoção e ocupação) e polifarmácia em indivíduos hipertensos. Métodos: trata-se de um estudo transversal realizado com 190 hipertensos. Polifarmácia foi definida como o uso simultâneo de três ou mais drogas. As variáveis independentes foram os domínios de AF: Locomoção (AFL); Tempo Livre (AFTL) e Ocupacional (AFO). A regressão logística múltipla foi empregada para analisar as associações. O teste de Mann Whitney foi empregado para comparar se a média de medicamentos usados diferia entre domínios de AF. Resultados: o número total de drogas usadas variou de 0 a 7, com média de 2.35 (±1.6) por pessoa. Escores de AFTL (OR: 3.25; IC95%: 1.61-6.54) e AFL (OR: 2.15; IC95%: 1.09-4.25) foram inversamente associadas à polifarmácia em hipertensos (controlado por IMC, número de doenças crônicas, fumo, consumo de álcool e cor da pele). Conclusão: menor AF no tempo livre e de locomoção foi associada à polifarmácia em indivíduos hipertensos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Denise R. Bueno, Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Publica

Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Nutrição em Saúde Pública, Universidade de São Paulo

Henrique L. Monteiro, Universidade Estadual Paulista. Departamento de Educação Física

Docente do Departamento de Educação Física, Unesp

Clara S. C. Rosa, Universidade Estadual Paulista

Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Ciências da Motricidade, Unesp

Jamile S. Codogno, Universidade Estadual Paulista. Departamento de Educação Física

Docente do Departamento de Educação Física, Unesp

Rômulo A. Fernandes, Universidade Estadual Paulista. Departamento de Educação Física

Docente do Departamento de Educação Física, Unesp

Maria F. N. Marucci, Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública

Docente do Departamento de Nutrição, Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2016-06-08

Como Citar

1.
Bueno DR, Monteiro HL, Rosa CSC, Codogno JS, Fernandes RA, Marucci MFN. Associação entre níveis de atividade física e polifarmácia em pacientes hipertensos. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 8 de junho de 2016 [citado 31 de janeiro de 2023];49(3):240-7. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/120281

Edição

Seção

Artigo Original
Bookmark and Share

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>