Evolução da neurociência comportamental nos últimos 50 anos. Foco no sistema de defesa e na neurotransmissão

Autores

  • Frederico Guilherme Graeff Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v51i2p89-111

Palavras-chave:

Reações de Defesa, Serotonina., Modelos Animais; Ansiedade/Pânico, Ansiedade; Experimentação Humana, Imagem por Ressonância Magnética, Transtorno de Pânico

Resumo

A evolução da Neurociência Comportamental nos últimos 50 anos é apresentada em função das pesquisas desenvolvidas pelo autor e colaboradores na área de Neuropsicofarmacologia. A principal linha de investigação relatada aborda o papel da serotonina na regulação das repostas de defesa, que estão relacionadas com as emoções ansiedade, medo e pânico, bem como com as respectivas patologias: transtorno de ansiedade generalizada, fobias e pânico. As estruturas cerebrais críticas para a ansiedade – amígdala, hipocampo e ínsula – estão localizadas no cérebro anterior, enquanto que as relacionadas com o medo e o pânico – hipotálamo e matéria cinzenta periaquedutal (MCP) – situam-se no diencéfalo e no tronco cerebral. Dá-se ênfase ao papel da MCP nas reações a ameaças proximais – imobilidade , fuga e luta – que estão relacionadas com ataques de pânico. São relatados resultados obtidos em modelos animais de pânico e em experimentação com seres humanos, incluindo testes de ansiedade experimental e neuroimagem morfométrica e funcional, cujas implicações para o conhecimento da fisiopatologia do transtorno de pânico e seu tratamento farmacológico são discutidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Frederico Guilherme Graeff, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto

Professor Titular aposentado do Departamento de Psicologia da Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2018-11-22

Como Citar

1.
Graeff FG. Evolução da neurociência comportamental nos últimos 50 anos. Foco no sistema de defesa e na neurotransmissão. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 22 de novembro de 2018 [citado 29 de novembro de 2021];51(2):89-111. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/152027

Edição

Seção

Reflexão
Bookmark and Share