Desfechos clínicos dos pacientes submetidos à intervenção coronária percutânea com stent bioabsorvível eluidor de everolimus

  • Mariangela Souza Ribeiro
  • Teresa Cristina Dias Cunha Nascimento Hospital Sírio Libanês
  • Beatriz Murata Murakami Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein
  • Ellen Cristina Bergamasco Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein
  • Camila Takao Lopes Universidade Federal de São Paulo. Escola Paulista de Enfermagem
  • Eduarda Ribeiro dos Santos Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein
Palavras-chave: Doença das Coronárias, Intervenção Coronária Percutânea, Stents

Resumo

Modelo: Estudo descritivo, transversal, retrospectivo. Objetivo: Identificar desfechos clínicos e a prevalência de uso da dupla antiagregação plaquetária (DAP) 30 dias e 12 meses após implante de stent bioabsorvível eluidor de everolimus (BVS). Metodologia e casuística: Foram coletados e analisados de maneira descritiva dados referentes a antecedentes clínicos, procedimento, resultados pós-procedimento e complicações intra-hospitalares, acompanhamento e antiagregação plaquetária 30 dias e um ano após implante de BVS de pacientes submetidos a intervenção coronária percutânea (ICP) com BVS. Resultados: 169 pacientes foram submetidos a 182 a ICP com BVS para tratamento de 298 lesões, com idade média de 56,9±10,8 anos, 84% do sexo masculino. Até quatro lesões foram abordadas por ICP, 49% na artéria descendente anterior, 81,2% graves (Ellis B2 e C), 99% em TIMI 3 pós-procedimento. Após o procedimento, o infarto agudo do miocárdio (IAM) sem supradesnivelamento do segmento ST foi a principal complicação intrahospitalar (11,5%). Trinta dias após a ICP, não houve complicações relacionadas ao procedimento e 93,4% estavam em DAP. Após um ano, três pacientes foram submetidos a nova ICP não relacionada ao vaso anteriormente abordado e 80,2% mantinham DAP. Ressalta-se que não ocorreu re-estenose clinicamente significativa no período de seguimento. Conclusão: A prevalência de uso de DAP foi alta e não houve complicações precoces ou tardias relacionadas à ICP com BVS, confirmando a segurança e efetividade do procedimento na instituição.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Beatriz Murata Murakami, Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein

Docente da Graduação em Enfermagem, Medicina e Pós-Graduação da FICSAE

Ellen Cristina Bergamasco, Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein

Docente da Graduação em Enfermagem, Medicina e Pós-Graduação da FICSAE

Camila Takao Lopes, Universidade Federal de São Paulo. Escola Paulista de Enfermagem

Docente da Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (EPE/UNIFESP)

Eduarda Ribeiro dos Santos, Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein

Docente da Graduação em Enfermagem, Medicina e Pós-Graduação da FICSAE

Publicado
2018-12-27
Como Citar
1.
Ribeiro M, Nascimento T, Murakami B, Bergamasco E, Lopes C, Santos E. Desfechos clínicos dos pacientes submetidos à intervenção coronária percutânea com stent bioabsorvível eluidor de everolimus. Medicina (Ribeirao Preto Online) [Internet]. 27dez.2018 [citado 12nov.2019];51(4):237-46. Available from: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/154917
Seção
Artigo Original
Bookmark and Share