Perfil dos usuários vivendo com HIV/Aids atendidos em um Centro de Testagem e Aconselhamento no interior da Bahia: um estudo longitudinal retrospectivo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.rmrp.2021.173345

Palavras-chave:

Síndrome da imunodeficiência adquirida, Vírus da imunodeficiência humana, Epidemiologia, Perfil de saúde

Resumo

Objetivo: Caracterizar o perfil clínico e epidemiológico dos usuários vivendo com HIV/Aids atendidos em um Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) localizado no município de Paulo Afonso, no interior da Bahia. Casuística e métodos: Estudo retrospectivo, observacional, baseado em dados secundários obtidos mediante consulta aos registros dos usuários cadastrados no serviço durante o período de 2002 a 2019. Os dados foram tratados e analisados por estatística descritiva e inferencial. Resultados: Foram identificados 301 indivíduos vivendo com HIV/Aids, correspondendo a uma média de 12,4 ± 9,5 casos/ano; 58,4% eram do sexo masculino com idade média de 40,6 ± 13,8 anos. Os indivíduos mais afetados possuíam o ensino fundamental incompleto e eram provenientes de bairros periféricos. Dos 226 indivíduos avaliados laboratorialmente, 49 (21,7%) foram diagnosticados na fase de Aids. Diferenças significativas foram observadas na contagem de linfócitos T CD4+, razão entre os linfócitos T CD4+/CD8+ e linfócitos T CD45+ entre indivíduos vivendo com HIV e aqueles diagnosticados na fase de Aids (p<0,001). Conclusão: A taxa de detecção de pessoas vivendo com HIV/Aids aumentou nos últimos anos no município de Paulo Afonso, Bahia. Esse aumento no número de casos deve-se, possivelmente, aos avanços nos métodos diagnósticos, bem como da implementação do CTA na região. O perfil dos indivíduos avaliados segue a tendência nacional, com predomínio do sexo masculino, jovem, com ensino fundamental incompleto. Como esperado, indivíduos diagnosticados na fase Aids apresentam resultados laboratoriais diferentes dos indivíduos vivendo com HIV.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Abbas AK, Lichtman, AH, Pillai S. Imunologia celular e molecular. Rio de Janeiro: Elsevier; 2015

Kasper DL, Hauser SL, Jameson JL, Fauci AS, Longo DL, Loscalzo J. Medicina Interna de Harrison. Porto Alegre: AMGH; 2017

Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS. Relatório informativo: estatísticas globais sobre HIV [Internet]. 2019. Brasilia: UNAIDS; 2019 [citado 2020 maio 17]. Disponível em: https://unaids.org.br/wp-content/uploads/2019/11/2019_UNAIDS_WAD2019_FactSheet.pdf

Ministério da Saúde (BR). HIV AIDS 2019. Boletim Eletrônico Epidemiológico da Secretaria de Vigilância em Saúde. Número especial v.49, n.53 Brasília: Ministério da saúde; 2019 [citado 2020 maio 17]. Disponível em: http://www.aids.gov.br/pt-br/pub/2019/boletim-epidemiologico-de-hivaids-2019

Amorim LT, Schlemper JBR. HIV/AIDS in small cities in Midwest Santa Catarina, south of Brazil: Clinical and epidemiological aspects, opportunistic infections. Rev Soc Bras Med Trop [online]. 2019; 52:e20180430.

Prado RR, Castilho EA. A epidemia de aids no Estado de São Paulo: uma aplicação do modelo espaço-temporal bayesiano completo. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical [online]. 2009; 42(5):537-542. doi: 10.1590/S0037-86822009000500011

Pinto VM, Basso CR, Barros CRS, Gutierrez EB. Fatores associados às infecções sexualmente transmissíveis: inquérito populacional no município de São Paulo, Brasil. Rev Ciência & Saúde Coletiva [online]. 2018; 23(7):2423-2432. doi: 10.1590/1413-81232018237.206020161

Kerr L, Kendall C, Guimarães MDC, Mota RS, Veras MA, Dourado I, et al. HIV prevalence among men who have sex with men in Brazil: results of the 2nd national survey using respondent-driven sampling. Medicine [online]. 2018; 97:S1. doi: 10.1097/MD.0000000000010573

Dartora WJ, Ânflor EP, Silveira LRP. Prevalência do HIV no Brasil 2005-2015: dados do Sistema Único de Saúde HIV. Revista Cuidarte [online]. 2017; 8(3):191928. doi: 10.15649/cuidarte.v8i3.462

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidades e Estados [Internet]. 2019. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; 2019 [citado 2020 maio 17]. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/ba/paulo-afonso.html

Prefeitura de Paulo Afonso. Novas instalações do Centro de Testagem e Aconselhamento [Internet]. 2018. Bahia: prefeitura de Paulo Afonso; 2018 [citado 2020 maio 17]. Disponível em: http://www.pauloafonso.ba.gov.br/novo/?p=noticias&i=7362

Santos NJS, Sara AT, Silva SR, Buchalla CM, Laurenti R. A aids no Estado de São Paulo. As mudanças no perfil da epidemia e perspectivas da vigilância epidemiológica. Rev. Bras. Epidemio [online]. 2002; 5(3),286-310. doi: 10.1590/S1415-790X2002000300007

Soares R., Armindo RD, Rocha GA. A imunodeficiência e o sistema imunitário. O comportamento em portadores de HIV. Arq Med [online]. 2014; 28(4):113-121.

Arruda EF, Dias CM, Pastore DH, Thomé RCA, Yang HM. Modelo para as Interações entre Células de Defesa Contra o HIV. Proceeding Series of the Brazilian Society of Applied and Computational Mathematics [online]. 2015; 3(2)1-7. doi: 10.5540/03.2015.003.02.0019

Oliveira FS, Morais ALJ, Sobral MAS. Estudo epidemiológico da aids no período 2008-2015 no estado de Sergipe. Rev eletr Estácio Saúde [online]. 2019; 6(1):17-33.

Brito AM, Castilho EA, Szwarcwald CL. AIDS e infecção pelo HIV no Brasil: uma epidemia multifacetada. Rev Soc Bras Med Trop [online]. 2001; 34(2):207-217. doi: 10.1590/S0037-86822001000200010

Zambenedetti G, Silva Ran. Descentralização da atenção em HIV-Aids para a atenção básica: tensões e potencialidades. Revista de Saúde Coletiva [online]. 2016; 26(3):785-806. doi: 10.1590/S0103-73312016000300005

Silva BEB, Santos VS, Santos IER, Batista MVA, Gonçalves LLC, Lemos LMD. Prevalence of coinfections in women living with human immunodeficiency virus in Northeast Brazil. Journal of the Brazilian Society of Tropical Medicine [online]. 2020; 53:e20190282. doi: 10.1590/0037-8682-0282-2019

Cabral JVB, Santos SSF, Oliveira CM. Perfil sociodemográfico, epidemiológico e clínico dos casos de hiv/aids em adolescentes no estado de Pernambuco. Revista Uniara [online]. 2015.

Taquette SR, Andrade RB, Vilhena MM, Paula MC. A relação entre as características sociais e comportamentais da adolescente e as doenças sexualmente transmissíveis. Rev Assoc Med Bras [online]. 2005; 51(3):148-52. doi: 10.1590/S0104-42302005000300015

Martinez EZ, Zucoloto ML, Galdino G, Nunes AA, EAS. Spatiotemporal distribution of acquired immunodeficiency syndrome incidence in Brazil between 2012 and 2016. Rev Soc Bras Med Trop [online]. 2020; 53:e20190086. doi: 10.1590/0037-8682-0086-2019

Prefeitura de Paulo Afonso. CTA/SAE, serviço que faz a diferença na vida das pessoas [Internet]. 2011. Bahia: prefeitura de Paulo Afonso; 2011 [citado 2020 maio 17]. Disponível em: http://www.pauloafonso.ba.gov.br/novo/?p=noticias&i=1496#

Guimarães MDC, Carneiro M, Abreu DMXI, França EB. HIV/AIDS Mortality in Brazil, 2000–2015: Are there reasons for concern?. Rev Bras Epidemiol [online]. 2017; 1:182-190. doi: 10.1590/1980-5497201700050015

Pereira GFM, Sabidó M, Caruso A, Benzaken AS. Decline in reported AIDS cases in Brazil after implementation of the test and treat initiative. BMC Infectious Diseases [online]. 2019; 19:579. doi: 10.1186/s12879-019-4018-z

Passos DF, Bremm JM, Silveira LL, Janstch MH, Silva JLG, Disconzi E, et al. CD4/CD8 ratio, comorbidities and aging in treated HIV infected individuals on viral suppression. J Med Virol [online]. 2020. doi: 10.1002/jmv.25911

Ganesan A, Chattopadhyay PK, Brodie TM2, Qin J, Gu W, Mascola JR, et al. Immunological and Virological Events in Early HIV Infection Predict Subsequent Rate of Progression. J Infect Dis [online]. 2010; 201(2): 272–284. doi:10.1086/649430

Li Y, He C, He Z, Zhong M, Liu D, Liu R, et al. AIDS prevention and control in the Yunnan region by T cell subset assessment. PLoS One [online]. 2019; 14(4):e0214800. doi: 10.1371/journal.pone.0214800

UNAIDS. 90-90-90: uma meta ambiciosa de tratamento para contribuir para o fim da epidemia de AIDS [Internet]. Genebra; 2015 [citado 30 Jul. 2020]. Disponível em: https://unaids.org.br/wp-content/uploads/2015/11/2015_11_20_UNAIDS_TRATAMENTO_META_PT_v4_GB.pdf

Publicado

2021-07-02 — Atualizado em 2021-07-16

Como Citar

1.
Takenami I, Gois LL, Palácio MAV, Medeiros DA de. Perfil dos usuários vivendo com HIV/Aids atendidos em um Centro de Testagem e Aconselhamento no interior da Bahia: um estudo longitudinal retrospectivo. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 16 de julho de 2021 [citado 19 de setembro de 2021];54(1):e173345. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/173345

Edição

Seção

Artigo Original
Bookmark and Share