Osteomielite: análise epidemiológica da doença no Brasil entre 2009 a 2019

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.rmrp.2021.174862

Palavras-chave:

Osteomielite, Epidemiologia, Infecção

Resumo

Introdução: A osteomielite é uma infecção óssea caracterizada pela destruição progressiva do osso cortical e cavidade medular e é uma doença relevante em decorrência das suas prováveis consequências deletérias para os pacientes. Objetivo: Analisar o perfil epidemiológico de pacientes acometidos por osteomielite no Brasil durante o período de 2009 a 2019. Método: Estudo descritivo transversal, com abordagem documental, através de dados secundários coletados no Departamento de Informática do SUS (DATASUS). Os dados são referentes à morbidade hospitalar por osteomielite durante os anos de 2009 a 2019, sendo o período avaliado de janeiro de 2009 até dezembro de 2019. Resultados: Houve 183.975 internações por osteomielite no Brasil. A região Sudeste teve a maior prevalência do número de casos (38,88%) e atingiu uma taxa de mortalidade maior que as demais regiões. Notou-se que as idades mais atingidas pela doença são entre 30 e 39 anos. Por fim, verificou-se que em todas as regiões o sexo masculino é mais acometido que o sexo feminino. Conclusão: No estudo verificaram-se alguns grupos de risco; entre eles o sexo masculino, idade entre 30-39 anos e a região Sudeste pelo elevado índice de mortalidade pela doença. A alta prevalência da doença e sua morbimortalidade elevada reforçam a necessidade de diagnóstico precoce e tratamento adequado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Júlia do Carmo Santos, Universidade de Rio Verde Campus Aparecida de Goiânia

Acadêmica do curso de Medicina da Universidade de Rio Verde

Ana Luísa Coelho Castro de Agüero e Ferr, Universidade de Rio Verde (UniRV), Aparecida de Goiânia, (GO)

Acadêmica do curso de Medicina da Universidade de Rio Verde (UniRV), Aparecida de Goiânia, (GO), Brasil.

Beatriz Garcia de Paiva, Universidade de Rio Verde (UniRV), Aparecida de Goiânia, (GO)

Acadêmica do curso de Medicina da Universidade de Rio Verde (UniRV), Aparecida de Goiânia, (GO), Brasil

Heloany Verônica Quirino, Universidade de Rio Verde (UniRV), Aparecida de Goiânia, (GO)

Acadêmica do curso de Medicina da Universidade de Rio Verde (UniRV), Aparecida de Goiânia, (GO), Brasil.

Heloísa Rodrigues Soares da Silva, Universidade de Rio Verde (UniRV), Aparecida de Goiânia, (GO)

Acadêmica do curso de Medicina da Universidade de Rio Verde (UniRV), Aparecida de Goiânia, (GO), Brasil.

Kalyne Naves Guimarães Borges, Universidade de Rio Verde (UniRV), Aparecida de Goiânia, (GO)

Acadêmica do curso de Medicina da Universidade de Rio Verde (UniRV), Aparecida de Goiânia, (GO), Brasil.

Jéssica Silva do Carmo, Universidade de Rio Verde (UniRV), Aparecida de Goiânia, (GO)

Acadêmica do curso de Medicina da Universidade de Rio Verde (UniRV), Aparecida de Goiânia, (GO), Brasil.

Marhara Braga de Azeredo Bastos, Universidade de Rio Verde (UniRV), Aparecida de Goiânia, (GO)

Acadêmica do curso de Medicina da Universidade de Rio Verde (UniRV), Aparecida de Goiânia, (GO), Brasil.

Emmyli Nunes de Freitas, Medicina da Universidade Vila Velha - Vila Velha, (ES)

Acadêmica do curso de Medicina da Universidade Vila Velha - Vila Velha, (ES), Brasil.

Bibiana Arantes Moraes, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, (GO)

Doutoranda em Ciências da Saúde pela Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, (GO), Brasil.

 

 

Referências

Lima, A.L.M., Oliveira, P. R. D. Osteomielites. Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - São Paulo, 2003.

Lima, A. L. M. Infecções em Próteses Articulares. Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - São Paulo, 2004.

Grinbaum, R. S. Tratamento de Infecção Hospitalar - Uma Abordagem Prática.- São paulo; Planmark, 2005, Pág: 50- 51

Cabanella, M.E., Sim, F.H., Beabout, J.W. et al. Osteomyelitis appearing as neoplasm. Arch Surg 109: 68-72, 1974.

Carazzato, J.G., Camanho, G.L., Faga, A. et al. Tratamento da osteomielite hematogênica aguda. Rev Bras Ortop 13: 121-128, 1978.

Ezra, E., Khermosh, O., Assia, A. et al. Primary subacute osteomyelitis of the axial and appendicular skeleton. J Pediatr Orthop 1: 148-152, 1993.

Green, M.E., Beauchamp, R.D. & Griffin, P.D.: Primary subacute osteomyelitis. J Bone Joint Surg [Am] 63: 107-114, 1981.

Harris, N.H. & Kirkaldy-Willis, W.H.: Primary subacute pyogenic osteomyelitis. J Bone Joint Surg [Br] 47: 526-532, 1965.

Jones, N.S., Anderson, D.J. & Stiles, P.J.: Osteomyelitis in a general hospital. J Bone Joint Surg [Br] 69: 779-783, 1987.

King, D.M. & Mayo, K.M.: Subacute hematogenous osteomyelitis. J Bone Joint Surg [Br] 51: 458-463, 1969.

Lindenbaum, S. & Alexander, H.: Infections simulating bone tumors. Clin Orthop 184: 193-203, 1984.

Stephens, M.M. & MacAuley, P.: Brodie's abscess. Clin Orthop 234: 211-216, 1988.

Hamdy, R.C., Lawton, L., Carey, T. et al: Subacute hematogenous osteomyelitis: are biopsy and surgery always indicated? J Pediatr Orthop 16: 220-223, 1996.

Hungria Filho, J.S.: Os antibióticos no tratamento da osteomielite. Rev Bras Ortop 7: 25-28, 1982.

Villa PEA, Nunes TR, Gonçalves FP, Martins JS, Lemos GSP, Moraes FB. Avaliação clínica de pacientes com osteomielite crônica após fraturas expostas tratados no Hospital de Urgências de Goiânia, Goiás. Rev Bras Ortop. 2013; 48(1): 22-28.

Instituto Brasileiro Geografia Estatística - IBGE. Censos Demográficos. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/defaultcenso2000.shtm [Acessado em 26 de julho de 2020].

ATLAS nacional do Brasil Milton Santos. Rio de Janeiro: IBGE, 2010. 307 p.

Neto, F.C.J.; Ortega, CS. Goiani E.O. Estudo epidemiológico das infecções osteoarticulares em crianças. Acta Ortop Bras. 2018;26(3):201-5.

Brasil, Ministério da Saúde (MS). Banco de dados do Sistema Único de Saúde - Departamento de Informática do SUS (DATASUS), Informações de Saúde, Rede assistencial. Disponível em: http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0203&id=6927&VObj=http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/deftohtm.exe?sih/cnv/nr [Acessado em: 26 de julho de 2020].

Müller SS, Sadenberg T, Pereira GJC, Sadatsune T, Kimura EE, Novelli Filho JLV. Estudo epidemiológico, clínico e microbiológico prospectivo de pacientes portadores de fraturas expostas atendidos em hospital universitário. Acta Ortop Bras. 2003;11(3):158-69.

Arruda LRP, Silva MAC, Malerba FG, Fernandes MC, Turíbio FM, Matsumoto MH. Fraturas expostas: estudo epidemiológico e prospectivo. Acta Ortop Bras. 2009;17(6):326-30.

Moore TJ, Mauney C, Barron J. The use of quantitative bacterial counts in opens fractures. Clin Orthop. 1989;(248):227-30.

Souza CS, Bandeira LLB, Aguiar MC, Cruz CF, Aragão IPB, Neto JDS. Análise do perfil de atendimento por osteomielite em pacientes acima de 60 anos. Rev Soc Bras Clin Med. 2019;17(2):71-5.

Kinik H, Karaduman M. Cierny-Mader Type III chronic osteomyelitis: the results of patients treated with debridement, irrigation, vancomycin beads and systemic antibiotics. Int Orthop. 2008;32(4):551-8.

Müller SS, Sadenberg T, Pereira GJC, Sadatsune T, Kimura EE, Novelli Filho JLV. Estudo epidemiológico, clínico e microbiológico prospectivo de pacientes portadores de fraturas expostas atendidos em hospital universitário. Acta Ortop Bras. 2003;11(3):158-69.

Publicado

2021-12-20

Como Citar

1.
Santos J do C, Ferr ALCC de A e, Paiva BG de, Quirino HV, Silva HRS da, Borges KNG, Carmo JS do, Bastos MB de A, Freitas EN de, Moraes BA. Osteomielite: análise epidemiológica da doença no Brasil entre 2009 a 2019. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 20 de dezembro de 2021 [citado 23 de maio de 2022];54(3):e-174862. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/174862

Edição

Seção

Artigo Original
Bookmark and Share