Caracterização das infecções do trato urinário relacionadas à assistência médica no Hospital de Ribeirão Preto - SP

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.rmrp.2022.180739

Palavras-chave:

Infecção do tracto urinário, infecção cruzada, resistência antimicrobiana

Resumo

As infecções do trato urinário (IU) são a terceira causa principal de infecções associadas ao ambiente hospitalar, logo após as infecções pulmonares e da corrente sanguínea. Na comunidade, cerca de 80% das IU são causadas por E. coli, mas há uma alta variabilidade de agentes etiológicos envolvidos nas IU hospitalares. Este estudo visa avaliar a prevalência dos principais agentes etiológicos e perfil de suscetibilidade envolvidos em IU em um ambiente
hospitalar de referência de alta complexidade no sul do Brasil. Este é um estudo retrospectivo e descritivo que analisou todas as culturas positivas (100.000 ufc/ml) de pacientes nas enfermarias de um hospital terciário no período entre novembro de 2016 a abril de 2017. O microorganismo mais prevalente foi Klebsiella pneumoniae (23 isolados), o que equivale a 37,7% das uroculturas. O segundo agente mais prevalente foi Escherichia coli, com 19 isolados (31,1%). Os fatores de risco avaliados nestes pacientes mostraram que 17,5% foram submetidos a um procedimento urológico na admissão, 31,6% estavam usando um cateter urinário; 26,2% estavam usando drogas imunossupressoras no período em que o diagnóstico clínico foi feito. Nossos resultados demonstram uma mudança importante na prevalência das causas de IU no contexto hospitalar e os principais fatores de risco para elas e serão bastante úteis para orientar o tratamento empírico em IU grave dentro do hospital, bem como refletir sobre a real necessidade e a duração dos procedimentos invasivos no ambiente hospitalar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Sciannelli Natel, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto , Ribeirão Preto, (SP), Brazil

Physician

Valdes Roberto Bollela, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto , Ribeirão Preto, (SP), Brazil

Professor of Infectious Diseases

Gilberto Gambero Gaspar, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - SP, Brazil

Physician coordinator of the Hospital Infection Control Commission

Referências

Haque M., Sartelli M., McKimm J., et al. Health care-associated infections - an overview. Infection and Drug Resistance. 2018;

Prevalence and profile of bacterial resistance in urinary tract infections in hospitals in the north and northeast regions of Brazil: a review. Brazilian Journal of Health Review, 2021

Leelakrishna P, Karthik Rao B. A study of risk factors for catheter associated urinary tract infection. Int J Adv Med. 2018;5(2):334–339.

Esen S, Leblebicioglu H. Prevalence of nosocomial infections at intensive care units in Turkey: a multicentre 1-day point prevalence study. Scand J Infect Dis. 2004; 36: 144-8.

Revelas A. Healthcare - associated infections: A public health problem. Niger Med J. 2012;53(2):59–64.

Weiner LM, Webb AK, Limbago B, Dudeck MA, Patel J, Kallen AJ, Edwards JR, Sievert DM, Antimicrobial-Resistant Pathogens Associated With Healthcare-Associated Infections: Summary of Data Reported to the National Healthcare Safety Network at the Centers for Disease Control and Prevention, 2011-2014. Infect Control Hosp Epidemiol. 2016;37(11):1288.

Nicolle LE, Gupta K, Bradley SF, et al. Clinical Practice Guideline for the Management of Asymptomatic Bacteriuria: 2019 Update by the Infectious Diseases Society of America. Clin Infect Dis 2019; 68:e83.

Nicolle LE. Catheter-related urinary tract infection. Drugs Aging. 2005;22(8):627–639.

Weiner LM, Webb AK, Limbago B, et al. Antimicrobial-Resistant Pathogens Associated With Healthcare-Associated Infections: Summary of Data Reported to the National Healthcare Safety Network at the Centers for Disease Control and Prevention, 2011-2014. Infect Control Hosp Epidemiol 2016; 37:1288.

Lo E, Nicolle LE, Coffin SE, Gould C, Maragakis LL, Meddings J, Pegues DA, Pettis AM, Saint S, Yokoe DS Strategies to prevent catheter-associated urinary tract infections in acute care hospitals: 2014 update. Infect Control Hosp Epidemiol. 2014 May;35(5):464-79.

Lo E, Nicolle L, Classen D, Arias KM, Podgorny K, Anderson DJ, Burstin H, Calfee DP, Coffin SE, Dubberke ER, Fraser V, Gerding DN, Griffin FA, Gross P, Kaye KS, Klompas M, Marschall J, Mermel LA, Pegues DA, Perl TM, Saint S, Salgado CD, Weinstein RA, Wise R, Yokoe DS Strategies to prevent catheter-associated urinary tract infections in acute care hospitals. Infect Control Hosp Epidemiol. 2008 Oct;29 Suppl 1:S41-50.

Downloads

Publicado

2022-07-04 — Atualizado em 2022-07-05

Versões

Como Citar

1.
Natel MS, Bollela VR, Gaspar GG. Caracterização das infecções do trato urinário relacionadas à assistência médica no Hospital de Ribeirão Preto - SP. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 5 de julho de 2022 [citado 7 de fevereiro de 2023];55(2):e-180739. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/180739

Edição

Seção

Artigo Original
Bookmark and Share

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)