Eventos de risco associados ao comportamento suicida

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.rmrp.2023.198213

Palavras-chave:

Suicídio, Tentativa de suicídio , Fatores de risco, Associação , Pesquisa qualitativa

Resumo

Objetivo: Analisar eventos de risco associados ao comportamento suicida em indivíduos atendidos em emergência geral. Métodos: Pesquisa exploratória, descritiva, abordagem qualitativa. Coleta de dados entre dezembro de 2017 e novembro de 2019, com pessoas que tentaram o suicídio, por meio de entrevista com questionário semiestruturado. Dados analisados com Análise de Conteúdo temático. Resultados: Entrevistadas 113 participantes, 86 (76,1%) do sexo feminino, 57 (50,4%) na faixa etária entre 18 e 30 anos, 103 (91,2%) heterossexuais, 49 (43,4%) solteiros. Conforme a análise dos dados, o conteúdo foi agrupado em uma categoria com quatro unidades temáticas que deram ênfase às relações familiares traumáticas, presença de histórico de experiências traumáticas para além da família, condições socioeconômicas e comportamento impulsivo e a percepção de inexistência de fatores de proteção. Sabe-se que no comportamento suicida há interferência das relações com familiares, com amigos e com outras pessoas com as quais haja relacionamento afetivo importante, de forma que o bom vínculo familiar assume papel de proteção ao comportamento suicida, enquanto vínculos familiares conflituosos são potenciais fatores de risco. Considerações finais: Resultados revelaram a experiência da multiplicidade de eventos que influenciaram a decisão pelo suicídio, ênfase para relações afetivas e familiares prejudicadas e experiências traumáticas.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Daniel Augusto da Silva, Universidade Federal de São Paulo. Escola Paulista de Enfermagem. São Paulo, SP, Brasil.

    Enfermeiro. Doutor em Ciências.

  • João Fernando Marcolan, Universidade Federal de São Paulo. Escola Paulista de Enfermagem. São Paulo, SP, Brasil.

    Enfermeiro. Pós-Doutor em Saúde Pública.

Referências

World Health Organization. World health statistics 2019: monitoring health for the SDGs, sustainable development goals. Geneva: WHO; 2019 [cited 2020 Nov 18]. 120 p. Available from: https://apps.who.int/iris/handle/10665/324835

World Health Organization. Preventing suicide: A global imperative. Geneva: WHO; 2014 [cited 2020 Nov 18]. 92 p. Available from: https://www.who.int/mental_health/suicide-prevention/exe_summary_english.pdf?ua=1

World Health Organization. The World Health Report 2001. Mental Health: New Understanding, New Hope. Geneva: WHO; 2002 [cited 2020 Nov 18]. 169 p. Available from: https://www.who.int/whr/2001/en/whr01_en.pdf?ua=1

Teng CT, Pampanelli MB. O suicídio no contexto psiquiátrico. Revista Brasileira de Psicologia. 2015; 2(1): 42-51.

World Health Organization. World report on violence and health. Geneva: WHO; 2002 [cited 2020 Nov 18]. 372 p. Available from: https://www.who.int/violence_injury_prevention/violence/world_report/en/full_en.pdf?ua=1

Ministry of Health (BR). Resolution # 466 of December 12, 2012. It approves guidelines and ruling standards for research involving human beings [Internet]. Federal Official Gazzette, Brasilia(DF): 2012 [cited 2020 Nov 18] Dec 12. Available from: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2013/res0466_12_12_2012.html

Tong A, Sainsbury P, Craig J. Consolidated criteria for reporting qualitative research (COREQ): a 32-item checklist for interviews and focus groups. Int J Qual Health Care. 2007; 19(6): 349-57. https://doi.org/10.1093/intqhc/mzm042Coreq

Bardin L. Análise de conteúdo. 7th Ed. Lisbon: Edições 70; 2011.

Oliveira FBS, Melo KCF, Aoyama EA, Lima RN. Suicídio na velhice como um fenômeno cada vez mais crescente e preocupante. ReBIS [Internet]. 2019; 1(4): 1-7.

Zappe JG, Dapper F. Drogadição na adolescência: família como fator de risco ou proteção. Revista de Psicologia da IMED. 2017; 9(1): 140-58. https://doi.org/10.18256/2175-5027.2017.v9i1.1616

Souza MS, Baptista MN. Associações entre suporte familiar e saúde mental. Psicol. Argum. 2008; 26(54): 207-15.

Silva RM, Mangas RMN, Figueiredo AEB, Vieira LJES, Sousa GS, Cavalcanti AMTS et al. Influências dos problemas e conflitos familiares nas ideações e tentativas de suicídio de pessoas idosas. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2015; 20(6): 1703-10. https://doi.org/10.1590/1413-81232015206.01952015

Veras JLA, Silva TPS, Katz CT. Funcionamento familiar e tentativa de suicídio entre adolescentes. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental. 2017; 9(22): 70-82.

Fernandes-Eloi J, Lourenço JRC. Suicídio na Velhice – Um Estudo de Revisão Integrativa da Literatura. CES Psicol [online]. 2019; 12(1): 80-95. https://doi.org/10.21615/cesp.12.1.7

Magnani RM, Staudt ACP. Estilos parentais e suicídio na adolescência: uma reflexão acerca dos fatores de proteção. Pensando Famílias. 2018; 22(1): 75-86.

Moreno-Carmona ND, Andrade-Palos P, Betancourt-Ocampo D. Fortalezas en adolescentes de Colombia y México que nunca han intentado suicidarse. Rev. latinoam. cienc. soc. niñez juv. 2018; 16(2): 797-807. https://doi.org/10.11600/1692715x.16210

Costa ALS, Souza MLP. Narrativas de familiares sobre o suicídio de idosos em uma metrópole amazônica. Rev Saude Publica. 2017; 51: 121. https://doi.org/10.11606/S1518-8787.2017051007059

Krüger LL, Werlang BSG. A dinâmica familiar no contexto da crise suicida. Psico-USF. 2010; 15(1): 59-70. https://doi.org/10.1590/S1413-82712010000100007

Silva RM, Sousa GS, Vieira LJES, Caldas JMP, Minayo MCS. Suicidal ideation and attempt of older women in Northeastern Brazil. Rev Bras Queimaduras [Internet]. 2018; 71(suppl 2): 755-62. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0413

LeBouthillier D, McMillan K, Thibodeau M, Asmundson G. Types and Number of Traumas Associated With Suicidal Ideation and Suicide Attempts in PTSD: Findings From a U.S. Nationally Representative Sample. J Trauma Stress. 2015; 28(1): 183–190. https://doi.org/10.1002/jts.22010

Marino-Nieto C, Jiménez-Chafey MI, Caraballo CP. Perfil de estudiantes universitarios/as que han tenido intentos suicidas. Revista Puertorriqueña de Psicología. 2018; 29(2): 364-75.

Delziovo CR, Bolsoni CC, Nazário NO, Coelho EBS. Características dos casos de violência sexual contra mulheres adolescentes e adultas notificados pelos serviços públicos de saúde em Santa Catarina, Brasil. Cad. Saúde Pública (Online). 2017; 33(6): e00002716. https://doi.org/10.1590/0102-311X00002716

Rugema L, Mogren I, Ntaganira J, Krantz G. Traumatic episodes and mental health effects in young men and women in Rwanda, 17 years after the genocide. BMJ Open. 2015; 5(6): e006778. https://doi.org/10.1136/bmjopen-2014-006778

Abreu PD, Santos ZC, Lúcio FPS, Cunha TN, Araújo EC, Santos CB et al. Análise espacial do estupro em adolescentes: características e impactos. Cogitare enferm. 2019; 24: e59743. https://doi.org/10.5380/ce.v24i0.59743

Kindrick C, Gathright M, Cisler JM, Messias E. Sadness, suicide, and sexual behavior in Arkansas: results from the youth risk behavior survey 2011. J Ark Med Soc. 2013; 110(7): 134-6.

Magalhães LS, Andrade SMO. Depressão e comportamento suicida: atenção primária em saúde. Revista Psicologia e Saúde. 2019; 11(1): 99-107. https://doi.org/10.20435/pssa.v11i1.592

Sousa CMS, Mascarenhas MDM, Gomes KRO, Rodrigues MTP, Miranda CES, Frota KMG. Ideação suicida e fatores associados entre escolares adolescentes. Rev Saude Publica. 2020; 54: 33. https://doi.org/10.11606/s1518-8787.2020054001637

Magalhães LS, Andrade SMO. Depressão e comportamento suicida: atenção primária em saúde. Revista Psicologia e Saúde. 2019; 11(1): 99-107. https://doi.org/10.20435/pssa.v11i1.592

Sandoval-Ato R, Vilela-Estrada MA, Mejiab CR, Alvarado JC. Riesgo suicida asociado a bullying y depresión en escolares de secundaria. Rev. chil. pediatr. 2018; 89(2): 208-15. https://doi.org/10.4067/s0370-41062018000100209

Fuentesa EA, Carvallo PR, Poblete SR. Acoso escolar (bullying) como factor de riesgo de depresión y suicídio. Rev chil pediatr. 2020; 91(3): 1-8. https://doi.org/10.32641/rchped.v91i3.1230

Costa KMR, Miranda CES. Associação entre bullying escolar e suicídio: uma revisão integrativa da literatura. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental. 2020; 12(31): 289-304.

World Health Organization. Prevenção do suicídio: um manual para profissionais da saúde em atenção primária. Geneva: OMS; 2000. Available from: https://www.who.int/mental_health/prevention/suicide/en/suicideprev_phc_port.pdf

Tadiello JM, Seixas CE. O perfil epidemiológico dos pacientes com risco suicida acolhidos no serviço de saúde santa maria acolhe. Rev. Psicol Saúdee Debate. 2020: 6(1): 151-164. https://doi.org/10.22289/2446-922X.V6N1A11

Santos MSP, Silva TPS, Pires CMC, Ramos PGX, Sougey EB. Identificação de aspectos associados à tentativa de suicídio por envenenamento. J Bras Psiquiatr. 2017; 66(4): 197-202. https://doi.org/10.1590/0047-2085000000171

Baptista MN, Borges A. Suicídio: aspectos epidemiológicos em Limeira e adjacências no período de 1998 a 2002. Estud. psicol. (Campinas) [online]. 2015; 22(4): 425-31. https://doi.org/10.1590/S0103-166X2005000400010

Pacheco RP, Romanha R. Conduta autolesiva não suicida em pessoas sem psicopatologia: revisão de literatura. Psicologia – Tubarão. 2020.

Gomes ER, Iglesias A, Constantinidis TC. Revisão integrativa de produções científicas da psicologia sobre comportamento suicida. Revista Psicologia e Saúde. 2019; 11(2): 35-53. https://doi.org/10.20435/pssa.v11i2.616

Kim J, Lee KS, Kim DJ, Hong SC, Choi KH, Oh Y et al. Characteristic Risk factors associated with planned versus impulsive suicide attempters. Clin Psychopharmacol Neurosci. 2015; 13(3): 308-15. https://doi.org/10.9758/cpn.2015.13.3.308

World Health Organization. Ação de saúde pública para a prevenção de suicídio: uma estrutura. Geneva: World Health Organization; 2012 Available from: http://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/2013/07/documento-suic%C3%ADdio-traduzido.pdf

Publicado

2023-04-14

Edição

Seção

Artigo Original

Como Citar

1.
Silva DA da, Marcolan JF. Eventos de risco associados ao comportamento suicida. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 14º de abril de 2023 [citado 17º de julho de 2024];56(1):e-198213. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/198213