CIRURGIA BARIÁTRICA E APNÉIA DO SONO

Autores

  • Reginaldo Ceneviva Disciplina de Gastroenterologia. Departamento de Cirurgia e Anatomia. Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo
  • Geruza A. Silva
  • Melina M. Viegas
  • Ajith Kumar Sankarankutty Disciplina de Gastroenterologia. Departamento de Cirurgia e Anatomia. Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo
  • Fernando Bahdur Chueire Disciplina de Nutrologia.Departamento de Clínica Médica. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v39i2p236-245

Palavras-chave:

Obesidade, cirurgia. Cirurgia Bariátrica. Síndromes da Apnéia do Sono.

Resumo

A obesidade constitui um problema médico-social importante por sua prevalência alta e crescente e sua gravidade. Tem características epidêmicas e pode favorecer ou agravar hipertensão arterial, diabetes mellitus, artropatias degenerativas, apnéia do sono, e disfunções respiratórias e cardiovasculares. A piora da qualidade de vida, a redução da expectativa de vida e a alta taxa de fracasso dos tratamentos conservadores são fatores que reforçam a indicação de tratamento cirúrgico da obesidade mórbida. A indicação cirúrgica baseia-se na análise conjunta de múltiplos aspectos clínicos, incluindo a falha do tratamento conservador e a avaliação psicológica. São parâmetros importantes o índice de massa corpórea acima de 40 kg/m2 ou acima de 35 kg/m2 na presença de doença agravada ou causada pela obesidade. As modalidades cirúrgicas, de acordo com seu objetivo fundamental, são: restritivas, disabsortivas e mistas. Como para outras co-morbidades, é importante o preparo pré-e pós operatório adequado dos obesos com apnéia obstrutiva do sono (AOS) grave. Além de cuidados especiais relativos à ventilação é recomendado que o paciente perca de 10 a 15% de seu peso antes da intervenção cirúrgica. Redução de 10% do peso original corresponde geralmente à diminuição de cerca de 25% no índice de apnéia e hipopnéia. Os efeitos sobre a AOS são tanto melhores quanto maiores forem a redução do peso e a manutenção dessa perda. Resultados de meta-análise demonstram que a perda efetiva de peso após cirurgia bariátrica resolve as co-morbidades na maioria dos pacientes , com cura ou melhora da AOS em 86,3% dos pacientes. No Brasil dá-se preferência à gastroplastia vertical com bandagem e derivação gástrica em Y de Roux (técnica de Fobi-Capella) por conseguir perda de 40% do peso inicial, mantida a longo prazo e por não produzir alterações nutricionais e metabólicas importantes.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Reginaldo Ceneviva, Disciplina de Gastroenterologia. Departamento de Cirurgia e Anatomia. Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo

 

Docente. Disciplina de Gastroenterologia. Departamento de Cirurgia e Anatomia. 

Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo

Geruza A. Silva

 

Docente. Disciplina de Pneumologia. Departamento de Clínica Médica

 

Melina M. Viegas

 

Aluna especial. Curso de Pós-Graduação. Área de Clínica Cirúrgica.

Ajith Kumar Sankarankutty, Disciplina de Gastroenterologia. Departamento de Cirurgia e Anatomia. Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo

Docente. Disciplina de Gastroenterologia. Departamento de Cirurgia e Anatomia. Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo

 

Fernando Bahdur Chueire, Disciplina de Nutrologia.Departamento de Clínica Médica. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo

Médico Assistente. Disciplina de Nutrologia.Departamento de Clínica Médica. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

2006-06-30

Como Citar

1.
Ceneviva R, Silva GA, Viegas MM, Sankarankutty AK, Chueire FB. CIRURGIA BARIÁTRICA E APNÉIA DO SONO. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 30 de junho de 2006 [citado 25 de outubro de 2021];39(2):236-45. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/380

Edição

Seção

Capítulos
Bookmark and Share

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>