Abordagem dos pedículos glissonianos no manejo do trauma hepático

Autores

  • Marcelo A. F. Ribeiro Junior Universidadede Santo Amaro
  • Francine Papaiordanou Universidade Cidade de São Paulo - UNICID
  • Marina G. Epstein Universidade Santo Amaro
  • Eleazar Chaib Hospital das Clínicas, Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v44i1p79-86

Palavras-chave:

Fígado. Trauma. Cirurgia. Veia porta. Artéria Hepática.

Resumo

OBJETIVO: Investigar uma abordagem diferente no manejo do trauma hepático, que consiga preservaro máximo possível o parênquima do órgão, expondo apenas a área lesada à isquemia e posteriorreperfusão. METODOLOGIA: Pesquisa de artigos publicados nas bases de dados MedLine e pubMedno período de 1980 a 2010, sobre a abordagem dos pedículos glissonianos, e usando como palavrasde busca: fígado, cirurgia, trauma, veia porta e artéria hepática. RESULTADOS: A abordagem dos pedículosglissonianos é viável, não demanda de técnica cirúrgica elaborada, e a chave para o sucesso é ter umconhecimento anatômico do órgão, incluindo pontos importantes em sua superfície para que o cirurgião consiga obter o controle rápido de toda a área lesada sem comprometer o fluxo sanguíneo para asáreas sadias.  CONCLUSÃO: A abordagem glissoniana representa uma ferramenta que pode ser utilizada com segurança no cenário de um trauma hepático, para minimizar as complicações relacionadasa ressecção não anatômica do parênquima e ligaduras realizadas às cegas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo A. F. Ribeiro Junior, Universidadede Santo Amaro

Mestre e Doutor em Cirurgia pela UNIFESP - EPM, Professor Titular e Chefe do Núcleo de Clínica Cirúrgica da Universidadede Santo Amaro - UNISA, Coordenador do Curso de Medicina daUniversidade de Santo Amaro - UNISA, Professor de Habilidades Cirúrgicas da Universidade Cidade de São Paulo - UNICID.

Francine Papaiordanou, Universidade Cidade de São Paulo - UNICID

Acadêmica do Sexto Ano do Curso de Medicina da Universidade Cidade de São Paulo

Marina G. Epstein, Universidade Santo Amaro

Residente de Cirurgia Geral da Universidade Santo Amaro

Eleazar Chaib, Hospital das Clínicas, Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo

Professor Livre Docente pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, FMUSP-SP. Medico assistentedo Serviço de Transplante de Fígado do Hospital das Clínicas, Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo, HC-FMUSP.

Downloads

Publicado

2011-03-30

Como Citar

1.
Ribeiro Junior MAF, Papaiordanou F, Epstein MG, Chaib E. Abordagem dos pedículos glissonianos no manejo do trauma hepático. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 30 de março de 2011 [citado 27 de setembro de 2022];44(1):79-86. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/47339

Edição

Seção

Artigo de Revisão
Bookmark and Share