Abordagem clínica das cefaléias na infância

Autores

  • Marco A. Arruda Departamento de Neurologia, Psiquiatria e Psicologia Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v30i4p449-457

Palavras-chave:

Cefaléia. Enxaqueca. Criança.

Resumo

A cefaléia é um dos sintomas mais freqüentes da infância e apresenta dificuldades diagnósticas específicas. Nesta revisão, analisam-se tais dificuldades e revêem-se os principais tipos de cefaléia, na infância: agudas, crônicas recorrentes e crônicas progressivas; na discussão das cefaléias crônicas, recorrentes, são comentadas as limitações do uso de critérios, diagnósticos de migrânea infantil, propostos pela Sociedade Internacional de Cefaléia, e se propõe um roteiro para o diagnóstico e tratamento da migrânea, na infância.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marco A. Arruda, Departamento de Neurologia, Psiquiatria e Psicologia Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Pós-graduando do Departamento de Neurologia, Psiquiatria e Psicologia Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

1997-12-30

Como Citar

1.
Arruda MA. Abordagem clínica das cefaléias na infância. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 30 de dezembro de 1997 [citado 2 de agosto de 2021];30(4):449-57. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/6799

Edição

Seção

Simpósio: Cefaléia
Bookmark and Share