Auto-manejo da cefaléia recorrente

Autores

  • Kenneth A. Holroyd Departamento de Psicologia do Instituto de Saúde e Ciências do Comportamento da Universidade de Ohaio
  • Donald B. Penzien Departamento de Psiquiatria e Comportamento Humano - Universidade de Mississippi Medical Center

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v30i4p476-493

Palavras-chave:

Cefaléia. Enxaqueca. Técnicas de Relaxamento. Biofeedback.

Resumo

Na primeira parte desta revisão sobre terapêutica não-farmacológica das cefaléias, são discutidos os príncipios e a eficácia das principais formas de intervenção psicológica para enxaqueca recorrente e cefaléia tensional (técnicas de relaxamento ou de “biofeedback”e controle do estresse). Na segunda parte, são apresentados programas detalhados de treinamento de relaxamento ou de biofeedback pelo aquecimento das mãos. Finalmente, são discutidas brevemente os critérios para alterar ou terminar o tratamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kenneth A. Holroyd, Departamento de Psicologia do Instituto de Saúde e Ciências do Comportamento da Universidade de Ohaio

Departamento de Psicologia do Instituto de Saúde e Ciências do Comportamento da Universidade de Ohaio

Donald B. Penzien, Departamento de Psiquiatria e Comportamento Humano - Universidade de Mississippi Medical Center

Departamento de Psiquiatria e Comportamento Humano - Universidade de Mississippi Medical Center

Downloads

Publicado

1997-12-30

Como Citar

1.
Holroyd KA, Penzien DB. Auto-manejo da cefaléia recorrente. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 30 de dezembro de 1997 [citado 2 de agosto de 2021];30(4):476-93. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/6802

Edição

Seção

Simpósio: Cefaléia
Bookmark and Share