Crise tireotóxica

Autores

  • Léa M. Z. Maciel Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - FMRP/USP

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v36i2/4p380-383

Palavras-chave:

Crise Tireóidea.

Resumo

A crise tireotóxica é uma condição clínica, grave, resultante da exacerbação abrupta do estado hipertireóideo, na qual ocorre descompensação de um ou mais órgãos. Incide com maior freqüência em pacientes com doença de Graves, apesar de poder ocorrer em pacientes com adenoma tóxico ou bócio multinodular tóxico. A apresentação clínica mais comum inclui febre (geralmente >38,5°C), taquicardia (desproporcional à febre), disfunções gastrointestinais (náuseas, vômitos, diarréia e em casos graves, icterícia), anormalidades neurológicas (variando de confusão a apatia e coma) e hipertensão, seguidas de hipotensão e choque. Apesar de ser rara, o diagnóstico precoce e o tratamento agressivo são necessários para evitar o desfecho fatal, que ocorre em 10% a 75% dos pacientes hospitalizados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Léa M. Z. Maciel, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - FMRP/USP

Docente. Divisão de Endocrinologia. Departamento de Clinica Médica. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - FMRP/USP

Downloads

Publicado

2003-12-30

Como Citar

1.
Maciel LMZ. Crise tireotóxica. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 30 de dezembro de 2003 [citado 27 de julho de 2021];36(2/4):380-3. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/739

Edição

Seção

Endócrinas, Metabólicas e Nutricionais
Bookmark and Share