Aspectos microbiológicos e resposta terapêutica de 180 pacientes com endocardite infecciosa ocorridos em Ribeirão Preto entre 1992 e 1997

Autores

  • Tarciso Schirmbeck
  • Everaldo Ruiz Júnior
  • Luiz Tadeu Moraes Figueiredo Departamento de Clínica Médica. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - FMRP/USP.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v33i2p129-135

Palavras-chave:

Endocardite. Infecção. Endocardite Bacteriana. Infecções Bacterianas.

Resumo

Neste trabalho, analisaram-se bactérias isoladas em 180 episódios de endocardite infecciosa, ocorridos em Ribeirão Preto, entre 1992 e 1997, e suas susceptibilidades a antimicrobianos. Hemoculturas foram realizadas em 93,8% dos casos, sendo que, em 60,7% deles, foi identificado, pelo menos, um agente etiológico. As bactérias mais comumente isoladas nos pacientes com EI foram Staphylococcus aureus, 31,0 % (52/168), Streptococcus viridans, 15,9 % (27/168), Streptococcus do Grupo D, 6,6% (11/168), Gram negativas, 5,3 % (9/168) e Staphylococcus epidermidis, 4,2 % (7/168). Dos Staphylococcus aureus, todos os testados mostraram-se sensíveis à vancomicina e à teicoplanina, 86,5%, mostraram-se sensíveis a aminoglicosídios (gentamicina e amicacina), 85% à cefalosporina de primeira geração (cefalotina) e 79% à oxacilina. Streptococcus viridans isolados, todos foram sensíveis ao cloranfenicol, à vancomicina e apenas dois foram resistentes à ampicilina e à penicilina G. Quanto aos Streptococcus do Grupo D, todos mostraram-se sensíveis à penicilina G, à ampicilina, ao cloranfenicol e à vancomicina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tarciso Schirmbeck

Academico

Everaldo Ruiz Júnior

Academico

Luiz Tadeu Moraes Figueiredo, Departamento de Clínica Médica. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - FMRP/USP.

Docente. Disciplina de Moléstias Infecciosas e Parasitárias. Departamento de Clínica Médica. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - FMRP/USP.

Downloads

Publicado

2000-06-30

Como Citar

1.
Schirmbeck T, Ruiz Júnior E, Figueiredo LTM. Aspectos microbiológicos e resposta terapêutica de 180 pacientes com endocardite infecciosa ocorridos em Ribeirão Preto entre 1992 e 1997. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 30 de junho de 2000 [citado 15 de agosto de 2022];33(2):129-35. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/7655

Edição

Seção

Simpósio: Iniciação Científica
Bookmark and Share

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)