A síndrome de compartimento do abdome

Autores

  • José Ivan de Andrade Departamento de Cirurgia, Ortopedia e Traumatologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v31i4p563-567

Palavras-chave:

Abdome. Traumatismos Abdominais. Insuficiência Renal. Anoxia.

Resumo

A síndrome de compartimento abdominal é definida como alterações progressivas das funções orgânicas, secundárias ao aumento da pressão intra-abdominal, difíceis ou impossíveis de serem tratadas até que o abdome seja descomprimido. Embora a fisiopatologia da síndrome esteja bem documentada clínica e experimentalmente, ainda persistem controvérsias e o diagnóstico e o reconhecimento da síndrome devem ser efetuados no âmbito das unidades de terapia intensiva. O quadro clínico consiste de: abdome distendido e tenso, oligúria progressiva na vigência de débito cardíaco, apropriado e hipóxia, com aumento da pressão das vias aéreas. A descompressão cirúrgica do abdome é o único tratamento disponível e reverte prontamente o quadro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Ivan de Andrade, Departamento de Cirurgia, Ortopedia e Traumatologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Docente do Departamento de Cirurgia, Ortopedia e Traumatologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

1998-12-30

Como Citar

1.
Andrade JI de. A síndrome de compartimento do abdome. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 30 de dezembro de 1998 [citado 5 de julho de 2022];31(4):563-7. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/7724

Edição

Seção

Simpósio: Medicina Intensiva: II. Tópicos Selecionados
Bookmark and Share

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)