Aspectos de enfermagem, nutrição, fisioterapia e serviço social no transplante de medula óssea

Autores

  • Jane C. Anders Hospital das Cínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo-HC/FMRP/USP
  • Virtude M. Soler Hospital das Cínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo-HC/FMRP/USP
  • Edith M. Brandão Hopsital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - HC/FMRP/USP
  • Elisa C. Vendramini Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - HC/FMRP/USP
  • Clara L.S. Bertagnolli Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - HC/FMRP/USP
  • Pedro G. Giovani Hospital das Cínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo-HC/FMRP/USP
  • Emília C. Carvalho Departamento de Enfermagem Geral e Especializada da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - EERP/USP
  • Vivian M.M. Suen Divisão de Nutrologia do Hospital das Cl~inicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo- HC/FMRP/USP
  • Júlio S. Marchini Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - FMRP/USP
  • Júlio C. Voltarelli Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - FMRP/USP

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v33i4p463-485

Palavras-chave:

Transplante de Medula Óssea. Transplante de Células Hematopoéticas Primitivas. Enfermagem. Cateterismo Venoso Central. Mucosite. Nutrição. Doença Enxerto-Contra-Hospedeiro. Fisioterapia. Reabilitação. Serviço Social.

Resumo

O sucesso do transplante de medula óssea (TMO) depende da ação entrosada de uma variedade de profissionais, além da equipe médica, para atender às múltiplas e complexas necessidades dos pacientes submetidos ao TMO. Nesta revisão, discute-se a atuação das equipes de enfermagem, nutrição, fisioterapia e assistência social na assistência desses pacientes. O papel dos profissionais de saúde mental (psicólogos e psiquiatras) foi tratado em um capítulo separado deste Simpósio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jane C. Anders, Hospital das Cínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo-HC/FMRP/USP

 

Enfermeira da Unidade de Transplante de Medula Óssea do Hospital das Cínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo-HC/FMRP/USP; 

Doutoranda da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - EERP/USP

 

Virtude M. Soler, Hospital das Cínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo-HC/FMRP/USP

Enfermeira da Unidade de Transplante de Medula Óssea do Hospital das Cínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo-HC/FMRP/USP; Mestranda, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo - EERP/USP,

 

Edith M. Brandão, Hopsital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - HC/FMRP/USP

Nutricionista da Unidade de TMO do Hopsital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo -  HC/FMRP/USP

Elisa C. Vendramini, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - HC/FMRP/USP

 

Fisioterapeuta da Unidade de TMO do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo -  HC/FMRP/USP 

 

Clara L.S. Bertagnolli, Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - HC/FMRP/USP

 

Assistente Social da Unidade de TMO do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - HC/FMRP/USP 

 

Pedro G. Giovani, Hospital das Cínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo-HC/FMRP/USP

Enfermeiro da Unidade de Transplante de Medula Óssea do Hospital das Cínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo-HC/FMRP/USP; Doutoranda da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - EERP/USP

 

Emília C. Carvalho, Departamento de Enfermagem Geral e Especializada da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - EERP/USP

 

Docente do Departamento de Enfermagem Geral e Especializada da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - EERP/USP 

 

 

Vivian M.M. Suen, Divisão de Nutrologia do Hospital das Cl~inicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo- HC/FMRP/USP

Médica Assistente da Divisão de Nutrologia do Hospital das Cl~inicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo- HC/FMRP/USP

 

Júlio S. Marchini, Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - FMRP/USP

 

Docente do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo -  FMRP/USP. 

 

Júlio C. Voltarelli, Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - FMRP/USP

Docente do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo -  FMRP/USP

Downloads

Publicado

2000-12-30

Como Citar

1.
Anders JC, Soler VM, Brandão EM, Vendramini EC, Bertagnolli CL, Giovani PG, Carvalho EC, Suen VM, Marchini JS, Voltarelli JC. Aspectos de enfermagem, nutrição, fisioterapia e serviço social no transplante de medula óssea. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 30 de dezembro de 2000 [citado 20 de janeiro de 2022];33(4):463-85. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/7726

Edição

Seção

Simpósio: Transplante de Medula Óssea: 2º Parte
Bookmark and Share

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>