Icterícia obstrutiva

conceito, classificação, etiologia e fisiopatologia

Autores

  • Antonio Roberto Franchi Teixeira Universidade Estadual de Campinas
  • Fernando Antoniali Universidade Estadual de Campinas
  • Ilka de Fátima Santana Ferreira Boin Universidade Estadual de Campinas
  • Luís Sérgio Leonardi Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v30i2p198-208

Palavras-chave:

Colestasia, Etiologia, Fisiopatologia

Resumo

A icterícia é um sinal clínico comum a várias condições patológicas. As icterícias obstrutivas ocorrem quando há algum obstáculo ao livre fluxo de bile entre o sítio produtor (hepatócito) e o duodeno e são causadas por drogas, doenças imunológicas, afecções congênitas, parasitas, cálculos ou tumores. Para o cirurgião, as icterícias obstrutivas extra-hepáticas são as mais importantes e podem não cursar com as clássicas elevações enzimáticas. O aumento da pressão ductal e a contaminação da bile têm efeitos deletérios não só para a célula hepática como para todo o sistema imunológico. O benefício da descompressão pré-operatória ainda é objeto de discussão e a completa avaliação pré-operatória pode diminuir as taxas de morbidade cirúrgica.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

1997-06-30

Edição

Seção

Simpósio: Icterícia Obstrutiva

Como Citar

1.
Teixeira ARF, Antoniali F, Boin I de FSF, Leonardi LS. Icterícia obstrutiva: conceito, classificação, etiologia e fisiopatologia. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 30º de junho de 1997 [citado 24º de julho de 2024];30(2):159-63. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/869