Icterícia obstrutiva

diagnóstico laboratorial e de imagem

Autores

  • Antonio Roberto Franchi Teixeira Universidade Estadual de Campinas
  • Fernando Antoniali Universidade Estadual de Campinas
  • Ilka de Fátima Santana Ferreira Boin Universidade Estadual de Campinas
  • Luís Sérgio Leonardi Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v30i2p159-163

Palavras-chave:

Diagnóstico por Imagens, Diagnóstico Laboratorial, Colestasia

Resumo

A investigação das icterícias obstrutivas inicia-se pela história, exame físico e testes laboratoriais. Os métodos de imagens (ultra-sonografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética) atualmente são indispensáveis para uma correta avaliação. Outros métodos intervencionistas, como a colangiografia percutânea e endoscópica também desempenham importante papel e possuem indicações precisas. A cintilografia hepatobiliar tem limitado papel na propedêutica desses doentes, mas métodos modernos como a colangio-ressonância podem ocupar mais espaço na medida em que apresentam boa resolução e baixo risco. O sucesso do tratamento cirúrgico das icterícias obstrutivas depende de uma completa avaliação pré-operatória que é possível apenas com a cooperação entre cirurgiões, clínicos e radiologistas. Centros especializados têm sido criados com este objetivo.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

1997-06-30

Edição

Seção

Simpósio: Icterícia Obstrutiva

Como Citar

1.
Teixeira ARF, Antoniali F, Boin I de FSF, Leonardi LS. Icterícia obstrutiva: diagnóstico laboratorial e de imagem. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 30º de junho de 1997 [citado 19º de julho de 2024];30(2):198-20. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/874