EFEITO DE ANTOCIANINA E PRÓPOLIS EM DIABETES INDUZIDA EM COELHOS

Autores

  • Tânia Toledo de Oliveira Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular, Universidade Federal de Viçosa
  • Tanus Jorge Nagem Departamento de Química, Universidade Federal de Ouro Preto
  • Aloísio Silva Pinto Departamento de Veterinária, Universidade Federal de Viçosa - UFV
  • Dejair Message Departamento de Biologia Animal, Universidade Federal de Viçosa - UFV
  • Adelson Luiz Araújo Tinoco Departamento de Nutrição, Universidade Federal de Viçosa - UFV
  • Neuza Maria Magalhães Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular, Universidade Federal de Viçosa - UFV
  • José Francisco Silva Departamento de Zootecnia, Universidade Federal de Viçosa - UFV
  • Alfredo Alcides Goicochea Huertas Departamento de Biologia Animal, Universidade Federal de Viçosa - UFV
  • José Geraldo Pinto Geraldo Pinto Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular, Universidade Federal de Viçosa - UFV
  • Graciela Bergamaschi Pezerico Departamento de Veterinária, Universidade Federal de Viçisa - UFV
  • Alexandre Couto Tsiomis Departamento de Veterinária, Universidade Federal de Viçisa - UFV

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v35i4p464-469

Palavras-chave:

Própolis. Diabetes. Antocianinas. Triacilgliceróis.

Resumo

A síndrome clínica da diabetes é caracterizada pela redução da capacidade de metabolização de carboidratos e gorduras, resultando em aumento dos níveis séricos de glicose (hiperglicemia) e lipídios (hiperlipidemia), acarretando em degeneração vascular prematura. O objetivo do presente trabalho foi testar os efeitos da antocianina e do própolis ministrados nas doses de 20mg e 150mg, respectivamente, em coelhos diabéticos para a verificação dos efeitos sobre os níveis de glicose e triacilglicerol. Os grupos experimentais de coelhos estudados foram: Grupo 1- grupo controle que somente recebeu ração; Grupo 2- grupo diabético que recebeu ração mais aloxano; Grupo 3- grupo diabético que recebeu ração, aloxano e 1 cápsula de antocianina (20mg) diariamente; Grupo 4- grupo diabético que recebeu ração, aloxano e 1 cápsula de própolis (150mg) diariamente. Os Grupos 3 e 4 foram submetidos a vinte e oito dias de tratamento, com dosagem semanal dos níveis sanguíneos de glicose e de triacilglicerol. De acordo com os resultados obtidos, pode-se observar que, durante todo o período experimental, a antocianina foi mais eficaz, em induzir a queda dos níveis de glicose, com reduções de 10,78% aos 7 dias, 10,54% aos 14 dias, 17,33% aos 21 dias e 28,09% aos 28 dias. Já o própolis apresentou redução de 22,69% aos 28 dias. Observou-se redução dos percentuais de variação de triacilgliceróis em 22,74% pela antocianina e 22,60% pelo tratamento com própolis aos 28 dias. Ao se compararem os Grupos 3 e 4 com o Grupo 2 (aloxano) durante todo o período experimental, os níveis de triacilgliceróis aumentaram no período de 0 a 21 dias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tânia Toledo de Oliveira, Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular, Universidade Federal de Viçosa

Docente. Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular, Universidade Federal de Viçosa - UFV, 

 

Tanus Jorge Nagem, Departamento de Química, Universidade Federal de Ouro Preto

 

Docente. Departamento de Química, Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP - MG 

 

Aloísio Silva Pinto, Departamento de Veterinária, Universidade Federal de Viçosa - UFV

Docente. Departamento de Veterinária, Universidade Federal de Viçosa - UFV

Dejair Message, Departamento de Biologia Animal, Universidade Federal de Viçosa - UFV

 

Docente Departamento de Biologia Animal, Universidade Federal de Viçosa - UFV 

 

Adelson Luiz Araújo Tinoco, Departamento de Nutrição, Universidade Federal de Viçosa - UFV

 

Docente do Departamento de Nutrição, Universidade Federal de Viçosa - UFV

Neuza Maria Magalhães, Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular, Universidade Federal de Viçosa - UFV

Docente. Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular, Universidade Federal de Viçosa - UFV

José Francisco Silva, Departamento de Zootecnia, Universidade Federal de Viçosa - UFV

 

Técnico. Departamento de Zootecnia, Universidade Federal de Viçosa - UFV 

 

Alfredo Alcides Goicochea Huertas, Departamento de Biologia Animal, Universidade Federal de Viçosa - UFV

Docente. Departamento de Biologia Animal, Universidade Federal de Viçosa - UFV

José Geraldo Pinto Geraldo Pinto, Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular, Universidade Federal de Viçosa - UFV

 

Técnico. Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular, Universidade Federal de Viçosa - UFV, 

 

Graciela Bergamaschi Pezerico, Departamento de Veterinária, Universidade Federal de Viçisa - UFV

 

Graduando. Departamento de Veterinária, Universidade Federal de Viçisa - UFV

 

Alexandre Couto Tsiomis, Departamento de Veterinária, Universidade Federal de Viçisa - UFV

Graduando. Departamento de Veterinária, Universidade Federal de Viçisa - UFV

Downloads

Publicado

2002-12-30

Como Citar

1.
Oliveira TT de, Nagem TJ, Pinto AS, Message D, Tinoco ALA, Magalhães NM, Silva JF, Huertas AAG, Pinto JGPG, Pezerico GB, Tsiomis AC. EFEITO DE ANTOCIANINA E PRÓPOLIS EM DIABETES INDUZIDA EM COELHOS. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 30 de dezembro de 2002 [citado 25 de setembro de 2022];35(4):464-9. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/875

Edição

Seção

Artigo Original
Bookmark and Share

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)