AFECÇÕES OCULARES EM CRIANÇAS DE 2 A 8 ANOS DA REDE PÚBLICA MUNICIPAL DE PIRACICABA – SP

Autores

  • Paulo Cesar Gaiotto
  • Walberto Passos Júnior
  • Silvana Artioli Schellini
  • Cláudia Akemi Shiratori Faculdade de Medicina de Botucatu - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP
  • Carlos Roberto Padovani Departamento de Bioestatística. Instituto de Biociências, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v35i4p487-491

Palavras-chave:

Cegueira, prevenção. Criança. Erros de Refração. Saúde Ocular.

Resumo

Modelo do Estudo: observacional. Objetivo: determinar a freqüência de ametropias e outros distúrbios oculares em uma população de crianças de 2 a 8 anos de idade, das escolas públicas municipais de Piracicaba - SP. Pacientes e Método: durante o ano letivo de 2000, foram encaminhadas para exame oftalmológico, completo 1001 crianças com idade entre 2 e 8 anos, matriculadas nas escolas públicas municipais de Piracicaba-SP. A medida de acuidade visual (tabela E de Snellen) foi previamente avaliada por professoras treinadas. As crianças que apresentaram acuidade visual menor ou igual a 0,8, bem como queixas ou sinais oftalmológicos, foram selecionadas para exame. Resultados: dentre 1001 crianças selecionadas, 5,09% não compareceram ao exame, foram submetidas a exame oftalmológico completo 950 crianças. Detectaram-se ametropias em 70,84%, sendo o astigmatismo hipermetrópico composto e a hipermetropia, simples os erros refracionais prevalentes (49,62% e 32,98%, respectivamente). Anisometropia foi observada em 1,78% dos examinados. Outras afecções oculares foram constatadas em 10,21% das crianças; estrabismo (3,36%), alterações palpebrais, conjuntivite alérgica, dacrioestenose congênita, atrofia óptica, coriorretinite e glaucoma congênito. Conclusão: a freqüência dos problemas oculares, observados indica quão importante é a realização de campanhas do tipo da apresentada para a redução dos índices de cegueira prevenível , no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Cesar Gaiotto

 

Professor Voluntário.

Walberto Passos Júnior

Residente

Silvana Artioli Schellini

 

Docente. Departamento de Oftalmologia, Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço

Cláudia Akemi Shiratori, Faculdade de Medicina de Botucatu - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP

 

Pósgraduanda. Faculdade de Medicina de Botucatu - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP.

 

Carlos Roberto Padovani, Departamento de Bioestatística. Instituto de Biociências, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP

 

Docente. Departamento de Bioestatística. Instituto de Biociências, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP

Downloads

Publicado

2002-12-30

Como Citar

1.
Gaiotto PC, Passos Júnior W, Schellini SA, Shiratori CA, Padovani CR. AFECÇÕES OCULARES EM CRIANÇAS DE 2 A 8 ANOS DA REDE PÚBLICA MUNICIPAL DE PIRACICABA – SP. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 30 de dezembro de 2002 [citado 9 de dezembro de 2022];35(4):487-91. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/933

Edição

Seção

Artigo Original
Bookmark and Share

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)