Gestão de compras em um hospital de ensino terciário

um estudo de caso

Autores

  • Nathalia C. M. Duarte Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.
  • Julia P. S. Bitar Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.
  • Juliana P. Miglioli Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.
  • Marta M. S. Pereira Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.
  • Nathalia B. P. Yodono Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.
  • Thamiris R. Araújo Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
  • Maria Eulália L. Dallora Universidade de São Paulo. Hospital das Clínicas da FMRP-USP
  • Antonio Pazin-Filho Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v48i1p48-56

Palavras-chave:

Serviço Hospitalar de Compras, Sistemas de Distribuição no Hospital, Administração de

Resumo

Modelo do Estudo: Estudo de Caso. Objetivo do Estudo: O presente trabalho visou estudar o processo de compras e programação de materiais de um hospital público de ensino de nível terciário e analisar os perfis de itens de materiais de consumo faltantes em determinado período, com a finalidade de identificar como ferramentas de gestão de materiais podem ajudar na definição de políticas de compras e estoque. Metodologia: O estudo foi elaborado com base em análises qualitativas e quantitativas. As primeiras foram feitas por meio de coleta de dados relativos ao entendimento dos processos e estrutura interna da Divisão de Materiais do Hospital através de observação e entrevistas semiestruturadas entre o período de setembro a novembro de 2013. A relação dos itens faltantes em 2012 e 2013 foi obtida através do sistema de informação da instituição e a partir destes dados foram feitas as análises quantitativas dos perfis destes itens segundo as classificações ABC e VEN (ou XYZ). Resultado: Os resultados apontam que dos 8.595 itens de materiais de consumo do Hospital apenas 5% em quantidade são classificados como A na curva ABC, no entanto tais itens correspondem a 42% em valores. Já os itens vitais representam 49% do valor e 46% em termos de quantidade. Quando analisadas em conjunto, as duas curvas apontam que a maioria das quantidades de materiais de consumo do Hospital são classificados como vitais da curva C (36,35%) e os itens não essenciais da curva A representam tanto em valor como em quantidade a menor parcela de materiais. O perfil dos itens faltantes em 2012 e 2013 são semelhantes, o maior índice de faltas está nos itens vitais da curva C e a menor nos itens não essenciais da curva A. Conclusão: Por meio do estudo foi possível concluir que a definição de políticas de compras e estoques que analisem não somente recursos econômicos, mas também a criticidade dos itens para o funcionamento dos processos é fundamental, principalmente levando em consideração o atual contexto das organizações de saúde públicas, a fim de melhor otimizar recursos e minimizar faltas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nathalia C. M. Duarte, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.

Mestrandas do Mestrado Profissional em Gestão de Organizações de Saúde da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – Universidade de São Paulo, São Paulo (FMRP-USP), Brasil.

Julia P. S. Bitar, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.

Mestrandas do Mestrado Profissional em Gestão de Organizações de Saúde da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – Universidade de São Paulo, São Paulo (FMRP-USP), Brasil.

Juliana P. Miglioli, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.

Mestrandas do Mestrado Profissional em Gestão de Organizações de Saúde da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – Universidade de São Paulo, São Paulo (FMRP-USP), Brasil.

Marta M. S. Pereira, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.

Mestrandas do Mestrado Profissional em Gestão de Organizações de Saúde da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – Universidade de São Paulo, São Paulo (FMRP-USP), Brasil.

Nathalia B. P. Yodono, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.

Mestranda em Patologia Experimental pelo Departamento de Patologia e Medicina Legal da FMRP-USP

Thamiris R. Araújo, Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto

Mestranda do Programa de Enfermagem Fundamental da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP-USP)

Maria Eulália L. Dallora, Universidade de São Paulo. Hospital das Clínicas da FMRP-USP

Dirigente da Assessoria Técnica do Hospital das Clínicas da FMRP-USP

Antonio Pazin-Filho, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.

Professor Associado da FMRP-USP

Downloads

Publicado

2015-02-28

Como Citar

1.
Duarte NCM, Bitar JPS, Miglioli JP, Pereira MMS, Yodono NBP, Araújo TR, Dallora MEL, Pazin-Filho A. Gestão de compras em um hospital de ensino terciário: um estudo de caso. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 28 de fevereiro de 2015 [citado 21 de outubro de 2021];48(1):48-56. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/96932

Edição

Seção

Edição Temática
Bookmark and Share

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>