Biomecánica e “ballet” clássico: uma avaliação de grandezas dinâmicas do “sauté” em primeira posição e da posição “en pointe” em sapatilhas de pontas

Autores

  • Andreja Paley Picon Universidade de São Paulo. Escola de Educação Física e Esporte
  • Paula Hentschel Lobo da Costa Universidade Federal de São Carlos. Departamento de Educação Física e Motricidade Humana
  • Filipa de Sousa Universidade do Porto. Faculdade de Educação Física e Ciência do Desporto
  • Isabel de Camargo Neves Sacco Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
  • Alberto Carlos Amadio Universidade de São Paulo. Escola de Educação Física e Esporte

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2594-5904.rpef.2002.138697

Palavras-chave:

Biomecánica, Sapatilhas de ponta, “ballet” clássico

Resumo

Os movimentos no “ballet” por vezes envolvem posições articulares extremas e esforços musculares que podem exceder as amplitudes normais de movimento, gerando assim, altos valores de estresse mecânico nos ossos e tecidos moles. O objetivo deste estudo é fazer uma avaliação dinâmica de movimentos selecionados do “ballet” clássico, com intenção de adequar a metodologia biomecánica de análise à avaliação das sobrecargas inerentes ao treinamento da dança clássica, relacionando os resultados ao problema de lesões nos pés já levantado pela literatura. Um questionário anterior identificou a presença de lesões em bailarinas não profissionais que treinam em pontas. Neste trabalho, Força Reação do Solo (FRS) e pressões plantares foram registradas através de uma plataforma de força Kistler e sensores de pressão Tekscan, respectivamente. Simultaneamente, flexão articular do joelho foi observada através de um eletrogoniômetro, afim de assegurar a regularidade dos movimentos. O valor vertical máximo da força reação do solo e picos de pressão plantar para diferentes áreas do pé são aqui discutidos em dois momentos: no “Sauté” em primeira posição e na posição “en pointe”. Os valores encontrados são apresentados em médias e discutidos por seus coeficientes de variação. Os resultados corroboram com os estudos que apontam as sapatilhas de pontas como calçados pouco seguros para a prática da dança

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2002-06-20

Como Citar

Picon, A. P., Costa, P. H. L. da, Sousa, F. de, Sacco, I. de C. N., & Amadio, A. C. (2002). Biomecánica e “ballet” clássico: uma avaliação de grandezas dinâmicas do “sauté” em primeira posição e da posição “en pointe” em sapatilhas de pontas. Revista Paulista De Educação Física, 16(1), 53-60. https://doi.org/10.11606/issn.2594-5904.rpef.2002.138697

Edição

Seção

Não Definida