Questão Ambiental: dimensão periférica em política pública de turismo?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1984-4867.v28i3p450-473

Palavras-chave:

Desenvolvimento turístico, Federalismo, Gestão pública, São Paulo, Brasil.

Resumo

No século XX, o turismo foi objeto de atenção em políticas públicas de governos centrais de diferentes países. No século XXI, devido ao processo de descentralização, o turismo passou a ser também um setor de interesse de governos subnacionais em prol do desenvolvimento local e regional. O objetivo deste artigo é analisar a questão ambiental na política pública de turismo planejada por um governo subnacional em um estado federativo. Para tanto, foram aplicados o método documental cujos dados coletados foram cotejados a luz da literatura especializada. Como resultados, identificou-se as prioridades e as questões consideradas importantes por um governo em uma política pública de turismo a partir de um esquema analítico de 15 tipos de objetivos e 22 formas de atuação governamental. Na situação analisada, observou-se que a questão ambiental não é algo central na política vigente, o que pode tornar preocupante a sustentabilidade do turismo para além da dimensão econômica. Por fim, o esquema analítico empregado possibilita compreender a intencionalidade e a abrangência de uma política pública de turismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cynthia Oliveira de Souza, Universidade Federal de Viçosa - UFV

Graduanda no curso de Cooperativismo, Universidade Federal de Viçosa - UFV. Bolsista de Iniciação Científica da FAPEMIG. Membro do Grupo de Pesquisa em Gestão e Desenvolvimento de Territórios Criativos. cynthiacooperativismo@gmail.com

Magnus Luiz Emmendoerfer, Universidade Federal de Viçosa - UFV

Pós-Doutor em Turismo, Universidade do Algarve, Portugal. Bacharel em Administração, UFSC, e Doutor em Ciências Humanas, UFMG. Professor no Programa de Pós-graduação em Administração - Pública, UFV, Brasil. magnus@ufv.br

Marcos Eduardo Carvalho Gonçalves Knupp, Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP

Professor no curso de Turismo da Universidade Federal de Ouro Preto. Bacharel em Turismo, UFOP, e Doutor em Ciência Política, UFMG. Pós-doutorando em Administração Pública, UFV. marcos.knupp@gmail.com

Publicado

2017-11-14

Como Citar

Souza, C. O. de, Emmendoerfer, M. L., & Knupp, M. E. C. G. (2017). Questão Ambiental: dimensão periférica em política pública de turismo?. Revista Turismo Em Análise, 28(3), 450-473. https://doi.org/10.11606/issn.1984-4867.v28i3p450-473

Edição

Seção

Artigos e Ensaios