Ecoturismo no Parque Nacional Serra da Capivara: trata-se de uma prática sustentável?

Autores

  • Raimundo Coelho de Oliveira Filho Universidade Federal do Piauí
  • Maria do Socorro Lira Monteiro Universidade Federal do Piauí

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1984-4867.v20i2p230-250

Palavras-chave:

ecoturismo, valoração contingente, unidade de conservação.

Resumo

Este artigo analisa o ecoturismo enquanto atividade geradora de melhorias econômica, social e de preservação ambiental nos municípios piauienses de Coronel José Dias e São Raimundo Nonato, onde se localiza o Parque Nacional Serra da Capivara (PNSC). Nesse sentido, analisaram-se as condições da infra-estrutura receptiva dos municípios e do Parque, abordaram-se demanda e oferta turísticas e avaliaram-se as potencialidades e limitações do PNSC para o ecoturismo. A pesquisa demonstrou que 49,89% dos ecoturistas estariam dispostos a pagar pela manutenção das funções do PNSC e que 95,79% dos visitantes reconheceram sua importância patrimonial, histórica e cultural. Ademais, constatou-se a necessidade de investimentos na melhoria da infra-estrutura urbana. Logo, infere-se que a atividade proporciona a preservação ambiental, mas ainda não se traduz em progressiva melhoria das condições de vida das comunidades locais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raimundo Coelho de Oliveira Filho, Universidade Federal do Piauí

Economista. Mestrando em Desenvolvimento e Meio Ambiente (UFPI-TROPEN-PRODEMA).

Maria do Socorro Lira Monteiro, Universidade Federal do Piauí

Economista. Professora da Universidade Federal do Piauí, Centro de Ciências Humanas e Letras, Departamento
de Ciências Econômicas.

Downloads

Publicado

2009-08-01

Como Citar

Oliveira Filho, R. C. de, & Monteiro, M. do S. L. (2009). Ecoturismo no Parque Nacional Serra da Capivara: trata-se de uma prática sustentável?. Revista Turismo Em Análise, 20(2), 230-250. https://doi.org/10.11606/issn.1984-4867.v20i2p230-250

Edição

Seção

Artigos e Ensaios