A centralidade do trabalho para a construção da saúde

Autores

  • Christophe Dejours
  • Juliana de Oliveira Barros Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Fonoaudiologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • Selma Lancman Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Fonoaudiologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v27i2p228-235

Palavras-chave:

Trabalho, Saúde, Psicodinâmica do trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana de Oliveira Barros, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Fonoaudiologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional

Doutora em Ciências da Reabilitação pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Terapeuta Ocupacional do Curso de Terapia Ocupacional da FMUSP.

Selma Lancman, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Fonoaudiologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional

Pós-Doutora em Psicodinâmica do Trabalho pelo Conservatoire National des Arts et Métiers, CNAM – Paris, França. Profa. Titular do Curso de Terapia Ocupacional da FMUSP.

Downloads

Publicado

2016-08-17

Como Citar

Dejours, C., Barros, J. de O., & Lancman, S. (2016). A centralidade do trabalho para a construção da saúde. Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 27(2), 228-235. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v27i2p228-235

Edição

Seção

Entrevista