Formação em Terapia Ocupacional na Interface das Artes e da Saúde: a experiência do PACTO

Autores

  • Eliane Dias de Castro Universidade de São Paulo; Faculdade de Medicina; Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional
  • Erika Alvarez Inforsato Universidade de São Paulo; Faculdade de Medicina; Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional
  • Andréa do Amparo Carotta De Angeli Universidade de São Paulo; Faculdade de Medicina; Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional
  • Elizabeth M. F. Araújo Lima Universidade de São Paulo; Faculdade de Medicina; Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v20i3p149-156

Palavras-chave:

Terapia Ocupacional, Educação, Arte, Capacitação de recursos humanos em saúde

Resumo

Este artigo apresenta o trabalho de formação oferecido na Graduação em Terapia Ocupacional desenvolvido pelo Laboratório de Estudos e Pesquisa Arte, Corpo e Terapia Ocupacional da FMUSP. O Laboratório realiza atividades de ensino e pesquisa, no campo didático-assistencial, nos atendimentos grupais e individuais para populações heterogêneas através do Programa Permanente Composições Artísticas e Terapia Ocupacional (PACTO) e em parcerias com projetos que se constituem na interface arte-saúde. As experiências dos estudantes são acolhidas e elaboradas em discussões de equipe, supervisões semanais, grupo de estudos e seminários de aprofundamento temático. A formação oferecida habilita os estudantes para: a compreensão e a construção de práticas na interface arte/saúde; a problematização das abordagens na interface arte/saúde nos espaços de assistência em saúde e nos espaços culturais; a compreensão das relações institucionais e sociais e dos processos de transformação das instituições; a reflexão sobre a participação do terapeuta ocupacional nas políticas culturais e nas políticas de humanização em saúde. Elegemos relatar e pontuar aspectos do trabalho efetuado nos últimos anos (2003-2008) no qual algumas estratégias de ensino foram consolidadas e evidenciaram seus efeitos na formação dos estudantes e no exercício profissional. No campo da Terapia Ocupacional verifica-se uma ampliação das possibilidades de atuação profissional vinculadas ao campo da produção cultural, em projetos transdisciplinares voltados para construção de redes sociais inclusivas, com a participação coletiva e a produção de subjetividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-12-01

Como Citar

Castro, E. D. de, Inforsato, E. A., Angeli, A. do A. C. D., & Lima, E. M. F. A. (2009). Formação em Terapia Ocupacional na Interface das Artes e da Saúde: a experiência do PACTO . Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 20(3), 149-156. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v20i3p149-156

Edição

Seção

Artigo Original