Método história oral de vida: contribuições para a pesquisa qualitativa em terapia ocupacional

Autores

  • Valdir Pierote Silva Universidade de São Paulo; Faculdade de Medicina
  • Denise Dias Barros Universidade de São Paulo; FM; Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v21i1p68-73

Palavras-chave:

Narração, Memória, Pesquisa, Pesquisa qualitativa, Experimentação humana terapêutica^i1^shistó, Research^i2^smeth, Therapeutic human experimentation^i2^shist

Resumo

A história oral de vida é uma dos métodos que compõem o campo da pesquisa qualitativa, a qual se preocupa com significados e sentidos das ações e relações entre pessoas ou grupos. Este artigo trata de descrever e analisar os aportes que este método, sistematizado no Brasil principalmente pelo historiador José Carlos Sebe Bom Meihy e seus colaboradores, pode fornecer às pesquisas em Terapia Ocupacional e aos campos afins. Para tanto, realiza-se uma discussão sobre memória para, então, descrever o referido método e, finalmente, discutir a história oral de vida no âmbito da pesquisa em Terapia Ocupacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-04-01

Como Citar

Silva, V. P., & Barros, D. D. (2010). Método história oral de vida: contribuições para a pesquisa qualitativa em terapia ocupacional . Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 21(1), 68-73. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v21i1p68-73

Edição

Seção

Artigo Original