Avaliação dos sinais neurocomportamentais de bebês pré-termo internados em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal

Autores

  • Aline Caren Santos Otoni
  • Magali Teresinha Quevedo Grave Centro Universitário Univates

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v25i2p151-158

Palavras-chave:

Terapia Ocupacional, Prematuro, UTI Neonatal, Humanização da assistência

Resumo

Introdução: A prematuridade, o baixo peso ao nascer e a hospitalização precoce e prolongada são fatores de risco para atraso do desenvolvimento infantil. Objetivo: Descrever os sinais neurocomportamentais de aproximação e retraimento apresentados pelos bebês prematuros durante os cuidados diários em uma UTI Neonatal. Procedimentos metodológicos: Pesquisa de campo, exploratória, descritiva, transversal, de caráter quantitativo. Os dados foram coletados através uma ficha de observação dos sinais neurocomportamentais, utilizando a técnica da observação direta e analisados em uma planilha eletrônica de dados do Microsoft Offi ce Excel 2003 for Windows 7. Resultados: Foram avaliados 11 bebês. Os resultados mostram que os bebês apresentaram baixo índice de sinais de aproximação presentes, não emitindo resposta positiva durante as intervenções. Conclusão: Considerando os aspectos próprios da prematuridade e as implicações desta para o desenvolvimento do recém-nascido, é de extrema importância a promoção de práticas que contribuam para o desenvolvimento saudável do recém-nascido.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-10-14

Como Citar

Otoni, A. C. S., & Grave, M. T. Q. (2014). Avaliação dos sinais neurocomportamentais de bebês pré-termo internados em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 25(2), 151-158. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v25i2p151-158

Edição

Seção

Artigo Original