Queixas relacionadas ao desempenho ocupacional de adolescentes que vivem com HIV: subsídios para ação da Terapia Ocupacional

Autores

  • Ana Paula Guimarães Cunha
  • Daniela Tavares Gontijo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v24i1p57-66

Palavras-chave:

Adolescente, Promoção da saúde, Síndrome de imunodefi ciência adquirida, HIV

Resumo

A adolescência se caracteriza como um período de transformações biológicas, psicológicas e sociais, que, quando vivenciada concomitantemente com a infecção pelo HIV pode afetar o desempenho ocupacional. O objetivo do estudo foi descrever as queixas relativas ao desempenho ocupacional de adolescentes que vivem com o HIV. Foi realizado em um ambulatório de Doenças Infecto Parasitárias em Pediatria, com 14 adolescentes soropositivos. Os dados foram coletados pela Medida Canadense de Desempenho Ocupacional e analisados por estatística descritiva. Os adolescentes relataram 37 queixas distribuídas nas categorias lazer, autocuidado e produtividade. O maior número de queixas foi observado na categoria Lazer. O estudo apontou subsídios para o planejamento de ações de promoção da qualidade de vida da terapia ocupacional direcionadas para os adolescentes e seus cuidadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-09-26

Como Citar

Cunha, A. P. G., & Gontijo, D. T. (2013). Queixas relacionadas ao desempenho ocupacional de adolescentes que vivem com HIV: subsídios para ação da Terapia Ocupacional. Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 24(1), 57-66. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v24i1p57-66

Edição

Seção

Ponto de Vista