Avaliação do comportamento motor de crianças entre zero a 12 meses incompletos em região periférica na cidade de Santos

Autores

  • Andrea Felner Navajas Universidade Paulista Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP
  • Silvana Maria Blascovi-Assis Universidade Presbiteriana Mackenzie

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v27i3p246-253

Palavras-chave:

Desenvolvimento infantil, Avaliação, Prevenção primária, Criança.

Resumo

O desenvolvimento infantil tem sido objeto de estudo frequente considerando os diferentes fatores de risco apontados na literatura. Este estudo teve como objetivo avaliar o comportamento motor de crianças nascidas a termo na Zona Noroeste de Santos. Participaram 50 crianças, na faixa etária entre zero e 12 meses incompletos, de ambos os sexos, que foram avaliadas pela Escala de Desenvolvimento do comportamento da criança no primeiro ano de vida. Os participantes foram divididos em três grupos: grupo de desenvolvimento normal (GDN), grupo de desenvolvimento regular (GDR), grupo risco ou atraso (GRA). Os resultados mostraram que 48% das crianças avaliadas foram classificadas com risco ou atraso para o desenvolvimento. Pode-se concluir que crianças que vivem em comunidades nas regiões periféricas devem participar de programas de triagem e intervenção para que possam ter minimizadas as chances de apresentarem riscos ao desenvolvimento.

 

 


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andrea Felner Navajas, Universidade Paulista Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP

Professora e Supervisora de estágio em Neurologia e Fisioterapia Preventiva

Silvana Maria Blascovi-Assis, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Docente do Programa de Pós-Graduação em Distúrbios do Desenvolvimento, Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.

Publicado

2016-12-30

Como Citar

Navajas, A. F., & Blascovi-Assis, S. M. (2016). Avaliação do comportamento motor de crianças entre zero a 12 meses incompletos em região periférica na cidade de Santos. Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 27(3), 246-253. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v27i3p246-253

Edição

Seção

Artigo Original