A reabilitação psicossocial como estratégia de cuidado: percepções e práticas desenvolvidas por trabalhadores de um serviço de saúde mental

Autores

  • Mara Cristina Ribeiro Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas http://orcid.org/0000-0001-6963-8158
  • Waldez Cavalcante Bezerra Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v26i3p301-308

Palavras-chave:

Saúde mental, Serviços de saúde mental, Centros de reabilitação, Pessoal de saúde/psicologia, Serviços comunitários de saúde mental, Reabilitação, Pesquisa qualitativa.

Resumo

As ações desenvolvidas nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) defrontam-se com impasses clínicos e operacionais quando avaliadas sob a perspectiva da Reabilitação Psicossocial. O estudo, desenvolvido em um CAPS da cidade de São Paulo, visou conhecer como o conceito da Reabilitação Psicossocial é assimilado por seus trabalhadores, como estes a relacionam às suas práticas e como a percebem na instituição em que estão inseridos. A abordagem metodológica foi qualitativa. Participaram do estudo oito trabalhadores. Para a produção dos dados foi utilizada a entrevista semiestruturada e para a análise a técnica de Análise Temática. Verificou-se que a condução prática das ações do cuidado em saúde mental deve estar embasada pelo entendimento do que é o processo de Reabilitação Psicossocial. Também se observou que os trabalhadores percebem de forma crítica as condutas institucionais que priorizam intervenções dentro do serviço e pouco articuladas aos contextos externos. O estudo sugere que trabalhar com a estratégia da Reabilitação Psicossocial exige flexibilidade no enfrentamento de diferentes desafios, garantindo a presença da coletividade no processo. Também aponta para a necessidade de elaboração de instrumentos de monitoramento e avaliação dos serviços.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mara Cristina Ribeiro, Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas

Docente de Terapia Ocupacional da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagos. Mestrado em Enfermagem Psiquiátrica e Doutorado em Ciências pela USP.  Áreas de interesse para avaliação: políticas e práticas em saúde mental; pesquisa, ensino e cuidado na atenção psicossocial, terapia ocupacional e reabilitação psicossocial, desinstitucionalização, interdisciplinaridade, projetos territoriais em saúde mental, centros de atenção psicossocial e constituição de redes em saúde mental.

Waldez Cavalcante Bezerra, Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas

Docente de Terapia Ocupacional da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas.Terapeuta ocupacional graduado pela UNCISAL (2008). Mestre em Serviço Social pelo Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Alagoas - UFAL (2011). Especialista em Educação em Direitos Humanos e Diversidade, pela UFAL (2014).

Publicado

2015-12-26

Como Citar

Ribeiro, M. C., & Bezerra, W. C. (2015). A reabilitação psicossocial como estratégia de cuidado: percepções e práticas desenvolvidas por trabalhadores de um serviço de saúde mental. Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 26(3), 301-308. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v26i3p301-308

Edição

Seção

Artigo Original