Chalámov e Dostoiévski: uma perspectiva sobre Recordações da Casa dos Mortos

Autores

  • Andrea Zeppini Menezes da Silva Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-4765.rus.2015.108593

Palavras-chave:

Chalámov, Dostoiévski, testemunho

Resumo

O presente trabalho trata das experiências prisionais de Dostoiévski e Chalámov. Dostoiévski foi preso em 1849 e passou quatro anos em uma prisão de trabalhos forçados na Sibéria. Sobre esse período escreveu Recordações da Casa dos Mortos. Chalámov passou dezessete anos em campos de trabalho stalinistas, escrevendo depois Contos de Kolimá.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andrea Zeppini Menezes da Silva, Universidade de São Paulo

Doutoranda, Universidade de São Paulo-USP, bolsista CAPES

Downloads

Publicado

2015-12-22

Como Citar

Silva, A. Z. M. da. (2015). Chalámov e Dostoiévski: uma perspectiva sobre Recordações da Casa dos Mortos. RUS (São Paulo), 6(6), 81-90. https://doi.org/10.11606/issn.2317-4765.rus.2015.108593

Edição

Seção

Artigos