A arte como procedimento de ressurreição da palavra: Viktor Chklóvski e a filosofia da causa comum

Autores

  • Iliá Kalinin Universidade Estatal de São Petersburgo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-4765.rus.2018.145936

Palavras-chave:

Chklóvski, Fiódorov, formalismo russo, cosmismo russo, ressurreição

Resumo

Tendo influenciado muitas figuras da vanguarda russa, como Vladimir Maiakóvski e Velimír Khlébnikov, Pável Filónov e Andrei Platónov, os ensinamentos de Nikolai Fiódorov deixaram de ser citados já nos anos 1930 e foram suprimidos junto com o utopismo da cultura revolucionária inicial. Por isso, é mais interessante ainda encontrar menções abertas ao seu nome e às suas ideias nos trabalhos de um autor como Viktor Chklóvski, tão reconhecido oficialmente a partir dos anos 1930 e sobretudo depois da época do degelo, quando suas origens ligadas à vanguarda da cultura soviética o revestiram de um peso simbólico adicional. E é ainda mais curioso notar que, na obra inicial de Chklóvski, que fincava suas raízes na arte de vanguarda, o nome de Fiódorov está completamente ausente. Entretanto, a partir da camada Fiodoroviana já revelada, pode-se encontrar ecos do cosmismo russo também nos primeiros trabalhos de Chklóvski.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-06-20

Como Citar

Kalinin, I. (2018). A arte como procedimento de ressurreição da palavra: Viktor Chklóvski e a filosofia da causa comum. RUS (São Paulo), 9(11), 1-21. https://doi.org/10.11606/issn.2317-4765.rus.2018.145936

Edição

Seção

Artigos