O suicídio de Maiakóvski

Jakobson, Formalismo Russo e A geração que esbanjou seus poestas

Autores

  • Raquel Selner Universidade Federal do Tocantins - UFT

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-4765.rus.2019.158757

Palavras-chave:

Roman Jakobson, Formalismo russo, A geração que esbanjou seus poetas, Biografismo

Resumo

O presente artigo traz uma revisão bibliográfica a respeito do movimento de crítica literária conhecido como Formalismo Russo (1915-1916) e um de seus teóricos mais proeminentes, Roman Jakobson (1896-1982). Após breve apanhado histórico e biográfico, analisou-se a obra A Geração que Esbanjou seus Poetas (1931), escrita por Jakobson após o suicídio de seu amigo, o poeta Vladimir Maiakóvski (1893-1930). A análise teve por objetivo verificar como Jakobson, em seus comentários sobre os poemas de Maiakóvski, trouxe para sua interpretação questões biográficas do poeta, em especial seu suicídio. Levando em consideração que a primeira fase do Formalismo Russo não admitia a prática do biografismo, entende-se que Jakobson rompeu com alguns paradigmas metodológicos do movimento, conduzindo-o para uma nova fase.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-12-10

Como Citar

Selner, R. (2019). O suicídio de Maiakóvski: Jakobson, Formalismo Russo e A geração que esbanjou seus poestas. RUS (São Paulo), 10(14), 135-151. https://doi.org/10.11606/issn.2317-4765.rus.2019.158757

Edição

Seção

Artigos