Nos amis les ennemis

nuances da querela “eslavófilos versus ocidentalistas”

Autores

  • Priscila Nascimento Marques Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-4765.rus.2019.161100

Palavras-chave:

Literatura russa, Cultura russa, Ocidentalistas, Eslavófilos

Resumo

A partir do exame das ideias de personagens específicas da história da cultura e da literatura russas, o presente artigo pretende oferecer uma visada original acerca da famosa querela entre eslavófilos e ocidentalistas, geralmente tida como eixo norteador do debate intelectual russo do século XIX. A escolha dos personagens — Pável Péstel (1793-1826), Aleksandr Herzen (1812-1870) e Fiódor Dostoiévski (1821-1881) — preconizou a diversidade de pontos de vista e, assim, permite entrever mais nuances do que dicotomias. Pretendemos examinar como o futuro da Rússia diante da encruzilhada geográfica e cultural que lhe é inerente se delineia no pensamento de Herzen e Dostoiévski. Péstel nos faz recuar no tempo para revelar como a querela oitocentista surgiu em meio a um debate de fundo anterior.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Priscila Nascimento Marques, Universidade de São Paulo

Mestre e doutora em Literatura e Cultura Russa pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2019-12-10

Como Citar

Marques, P. N. (2019). Nos amis les ennemis: nuances da querela “eslavófilos versus ocidentalistas”. RUS (São Paulo), 10(14), 10-32. https://doi.org/10.11606/issn.2317-4765.rus.2019.161100

Edição

Seção

Artigos