Monteiro Lobato e Samuel Marchak através de seus ilustradores

Autores

  • Daniela Mountian Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-4765.rus.2020.168155

Palavras-chave:

Monteiro Lobato, Samuel Marchak, Design, Anos 1920, Modernismo, Mercado editoral

Resumo

Nos anos 1920, iniciou-se uma revolução global da arte do livro, momento em que começaram a atuar Samuel Marchak (1867-1964) e Monteiro Lobato (1862-1948), duas figuras-chave para o desenvolvimento da moderna literatura infantil de seus respectivos países: Marchak na Rússia, Lobato no Brasil. Além de escritores, ambos foram tradutores e importantes editores, reunindo ao redor de si artistas gráficos e pintores de escolas variadas. O artigo apresentará a trajetória de Marchak e Lobato através da análise de algumas capas infantojuvenis da década de 1920 produzidas para eles por Voltolino (1884-1926), Belmonte (1896-1947), K. Wiese (1877-1974), V. Lébedev (1891-1967), V. Konachévitch (1888-1963), M. Tsekhanóvski (1889-1965).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-06-08

Como Citar

Mountian, D. (2020). Monteiro Lobato e Samuel Marchak através de seus ilustradores. RUS (São Paulo), 11(15), 63-89. https://doi.org/10.11606/issn.2317-4765.rus.2020.168155

Edição

Seção

Artigos