Plekhánov e a crítica estética marxista: entre a intenção e o gesto

Autores

  • Rodrigo Alves do Nascimento Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-4765.rus.2014.88704

Palavras-chave:

Georgi Plekhánov, Crítica estética, Arte e vida social

Resumo

Georgi Plekhánov é parada obrigatória para quem se dedica a compreender a trajetória do marxismo na Rússia. Além de introduzir textos clássicos de Marx no país, foi responsável pelas diretrizes políticas que guiaram o movimento operário organizado até por volta de 1914 e por escrever textos de crítica estética inovadores nesse campo de pensamento. Este artigo se debruçará sobre esta última faceta de seu trabalho, mais depurada em seu ensaio Arte e Vida Social, de 1912, a fim de compreender como suas formulações, atravessadas que estavam pelas contradições de um método restritivo, não deixaram de trazer contribuições significativas para o entendimento do que denominava “especificidade do estético”. Em um debate direto com a tradição bielinskiana, Plekhánov soube com ela dialogar e desbravar um campo de conhecimento até então praticamente inexplorado no marxismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Alves do Nascimento, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Mestre em Literatura e Cultura Russa pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo (FFLCH-USP). Realizou pesquisa com bolsa Fapesp em torno das encenações e da crítica da dramaturgia de Anton Tchékhov no Brasil.

Downloads

Publicado

2014-06-22

Como Citar

Nascimento, R. A. do. (2014). Plekhánov e a crítica estética marxista: entre a intenção e o gesto. RUS (São Paulo), 3(3), 85-94. https://doi.org/10.11606/issn.2317-4765.rus.2014.88704

Edição

Seção

Artigos