O movimento auto-organizado e o teatro de agitprop nos primeiros anos da Revolução Russa (1917-1921)

  • Rodrigo Alves do Nascimento Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Teatro de agitprop, Movimento auto-organizado, Revolução Russa

Resumo

Este artigo tem por objetivo analisar o surgimento, características e impasses do teatro de agitprop russo, dentro do movimento auto-organizado dos primeiros anos da Revolução Russa (1917-1921). Menos do que um aparelho da cúpula partidária, tal teatro de início foi fruto de movimento mais variado, que englobou trabalhadores, estudantes, militares e artistas de vanguarda. Redefiniu as formas de se conceber a relação entre ator e plateia, fez profunda revisão da tradição do teatro popular e ganhou alcance massivo inédito na história teatral russa e europeia – características que vigoraram mais intensamente até a implantação da Nova Política Econômica (NEP), em 1921.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Alves do Nascimento, Universidade de São Paulo

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Letras Modernas e Tradução na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP). Bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp)

Publicado
2019-08-30
Como Citar
Nascimento, R. (2019). O movimento auto-organizado e o teatro de agitprop nos primeiros anos da Revolução Russa (1917-1921). Sala Preta, 19(1), 97-120. https://doi.org/10.11606/issn.2238-3867.v19i1p97-120
Seção
EM PAUTA