Oficina de florestas: Tupi or not Tupi, that is the question

Autores

  • Luiz Davi Vieira Gonçalves Universidade do Estado do Amazonas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-3867.v20i2p185-196

Palavras-chave:

Teatro, Povos indígenas, Tabihuni, Teatro Oficina

Resumo

Este artigo apresenta uma reflexão acerca da dimensão do teatro e os povos indígenas. Com um olhar expandido sobre a cena teatral brasileira, traz os trabalhos desenvolvidos pelo grupo de pesquisa Tabihuni, da cidade de Manaus, e pela companhia de teatro Oficina Uzyna Uzona, da cidade de São Paulo. O primeiro destaca-se pela participação direta dos indígenas nas performances Uwanary tendawa e Ühpü; o segundo, pela presença cênica vital dos envolvidos, elenco e público, no espetáculo Os sertões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Davi Vieira Gonçalves, Universidade do Estado do Amazonas

Doutor em Antropologia Social pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Professor Adjunto do Curso de Teatro da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), líder do diretório de pesquisa TABIHUNI/CNPq/UEA e pesquisador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Brasil Plural (INCT-BP), em Manaus.

Referências

ANDRADE, O. Manifesto antropófogo e outros textos. São Paulo: Companhia das Letras, 2017.

GONÇALVES, L. D. V. Eu sou um outro você: descolonizando o saber na prática da metodologia Kõkamõu. In: BRONDANI, J. A.; HADERCHPEK, R. C.; ALMEIDA, S. (org.). Práticas decoloniais nas artes da cena. São Paulo: Giostri, 2020.

GONÇALVES, L. D. V. O(s) corpo(s) Kõkamõu: a performatividade do pajé-hekura Yanomami da região de Maturacá. 2019. Tese (Doutorado em Antropologia Social) – Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2019.

GONÇALVES, L. D. V. Estudos étnicos nas artes da cena: a metodologia kõkamõu como perspectiva simétrica para o processo de pesquisa e criação em arte. Revista Arte da Cena, Goiânia, v. 4, p. 18-41, 2018.

KRENAK, Ailton. Ideias para adiar o fim do mundo. São Paulo: Companhia das Letras, 2019.

KOPENAWA YANOMAMI, D.; ALBERT, B. A queda do céu: palavras de um xamã yanomami. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

MARTINEZ, J. C. Zé Celso, do rei da vela a bacantes. [Entrevista cedida a] Revista Carta Capital. Carta Capital, São Paulo, 12 fev. 2017. Disponível em: https://bit.ly/3ar6F0p. Acesso em: 2 fev. 2021.

OS SERTÕES – teatro oficina. [S. l.: s. n.], 22 abr. 2020. 9 vídeos. Publicado pelo canal Teatro Oficina Uzyna Uzona TV UZYNA. Disponível em: https://bit.ly/3cz2YIF. Acesso em: 2 fev. 2021.

Downloads

Publicado

2020-12-20

Como Citar

Gonçalves, L. D. V. (2020). Oficina de florestas: Tupi or not Tupi, that is the question. Sala Preta, 20(2), 185-196. https://doi.org/10.11606/issn.2238-3867.v20i2p185-196

Edição

Seção

O OFICINA