O DRAMA HISTÓRICO DO NEGRO NO TEATRO BRASILEIRO E A LUTA ANTIRRACISMO NAS ARTES CÊNICAS (1840-1950)

Autores

  • Gabriel dos Santos Rocha Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1983-6023.sank.2017.143681

Palavras-chave:

História do teatro, teatro negro, movimento negro, racismo, antirracismo

Resumo

Este artigo abordará a presença do negro nas artes cênicas brasileiras do Segundo Império (1840-1889) – quando o teatro se tornava um ambiente restrito às classes dominantes, os negros eram representados em imagens fortemente ligadas a escravidão e as peças eram carregadas de conteúdo racista – ao Pós-Estado Novo, quando Abdias Nascimento fundou o Teatro Experimental do Negro (1944-1968), visando reverter tal quadro. Analisaremos o processo histórico de mudanças nas representações dos afro-brasileiros nas artes cênicas, enfatizando os esforços empreendidos pelos próprios negros no combate aos estereótipos e imagens pejorativas recorrentes nas produções dramatúrgicas. Podemos caracterizar tais esforços como parte de uma estratégia de luta do antirracismo pela via cultural, na qual o Teatro Experimental do Negro foi um importante expoente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel dos Santos Rocha, Universidade de São Paulo

Graduado em história e mestre em história social, ambos pela Universidade de São Paulo. É escritor/documentarista na Companhia Teatro da Investigação, e professor de história

Downloads

Publicado

2017-12-21

Como Citar

Rocha, G. dos S. (2017). O DRAMA HISTÓRICO DO NEGRO NO TEATRO BRASILEIRO E A LUTA ANTIRRACISMO NAS ARTES CÊNICAS (1840-1950). Sankofa (São Paulo), 10(20), 40-55. https://doi.org/10.11606/issn.1983-6023.sank.2017.143681

Edição

Seção

Artigos