Periodização e Práticas Antiescravistas na Cidade de São Paulo (1850-1871)

Autores

  • Renata Ribeiro Francisco Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

abolicionismo, periodização, historiografia, sociedade antiescravista

Resumo

Este artigo argumenta que a periodização prevalecente na historiografia da abolição, em certo sentido, limitou os estudos a respeito das primeiras experiências emancipacionistas praticadas pelas sociedades antiescravistas. Ao privilegiar os instantes finais da abolição, a produção historiográfica deixou para trás a trajetória inicial do movimento abolicionista perpetrada entre as décadas de 1850, 1860 e 1870.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-09-24

Como Citar

Francisco, R. R. (2018). Periodização e Práticas Antiescravistas na Cidade de São Paulo (1850-1871). Sankofa (São Paulo), 6(12), 39 - 58. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/sankofa/article/view/165077

Edição

Seção

Artigos