Editorial Sankofa nº 5

  • O Editor

Resumo

Abrimos o quinto número da SANKOFA – Revista de História da África e de Estudos da Diáspora Africana – com o texto do Professor Patrício Batsîkama (UniMetro, Angola), que investiga as origens do reino do Congo por meio de registros da tradição oral, entre os séculos XVII e XX, confrontado-os com a cosmogonia dos Congo e com o estudo de termos africanos relacionados a ideia de “origem”. No campo da história colonial, temos o artigo de Esmeralda Simões Martinez, Juíza do Trabalho e historiadora da África, que analisa os princípios constitucionais de “especialidade”, “urgência” e “respeito pelos usos e costumes dos indígenas”, que definiram a singularidade do ordenamento político-jurídico colonial e das populações africanas no contexto de consolidação do Estado nacional português. O texto do Professor Álvaro G. Antunes Andreucci (UNINOVE/Belas Artes) analisa a obra de Cruz e Sousa por meio dos conceitos de “diáspora negra” e “Atlântico Negro”, de Paul Gilroy. Refletindo sobre o contexto de construção do cientificismo e do racismo europeu, que deram as bases do imperialismo, e a perspectiva do pensamento e da obra de artistas negros que ampliavam a compreensão cultural e histórica da trajetória dos negros no Atlântico. Encerramos a seção artigos com a síntese de Marinélia Sousa da Silva sobre a historiografia da Costa dos Escravos. A autora destaca a relação entre as fontes e as metodologias, focando as dinâmicas entre a constituição política do reino do Daomé, o tráfico de escravos e as etnicidades (em suas dimensões africanas e brasileiras). Na seção Ensaios & Debates, apresentamos uma reflexão pioneira do Professor Celestino Joanguete (Universidade Eduardo Mondlane, Moçambique) sobre a fuga de cérebros africanos para os países ocidentais. O autor sistematiza e analisa os dados preliminares de um problema que atinge não só a África, mas países latino-americanos, como o Brasil. Entre as Resenhas, a Professora Nanci Valadares (UFRJ) apresenta o livro “Guerreiras de Natureza”, Mulher Negra, Religiosidade e Ambiente (São Paulo: Selo Negro, 2008), organizado por Elisa Larkin Nascimento. E Elena Pajaro Paes resenha o livro de Jeffrey B. Perry, Hubert Harrison. The Voice of Harlem Radicalism, 1883-1918 (Nova Iorque: Columbia University Press, 2009). O quinto número da revista SANKOFA, que inaugura o seu Ano III de edição, procura contemplar a produção de autores provenientes e atuantes nas diferentes partes que compõem o rico panorama das reflexões sobre a África e a diáspora africana. Além disso, valorizamos a diversidade das abordagens, que vai dos estudos de lingüística às análises de instrumentos jurídicos, passando pela literatura e antropologia, e procuramos contemplar as diferentes temporalidades da história africana e da diáspora. Esse número recupera então o sentido profundo do ideograma Sankofa, em que o olhar, como diz Nanci Valadares, “se volta ao princípio das coisas para a sábia ordenação das ações no presente, preparando o salto para o devir”.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-07-06
Como Citar
Editor, O. (2010). Editorial Sankofa nº 5. Sankofa (São Paulo), 3(5), 5-6. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/sankofa/article/view/88759
Seção
Editorial