Epidemiologia do suicídio no Brasil entre os anos de 2000 e 2010

Autores

  • Magid Calixto Filho Santa Casa de Misericórdia de São Paulo
  • Talita Zerbini Instituto Médico Legal do Estado de São Paulo; Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-2770.v21i2p45-51

Palavras-chave:

Brasil, Incidência, Suicídio.

Resumo

A incidência do suicídio está aumentando no Brasil e no mundo como um todo, configurando um importante problema de saúde pública. Esta pesquisa teve como objetivo estudar os meios mais comuns para o suicídio por meio de uma análise detalhada sobre a epidemiologia do suicídio no Brasil entre os anos de 2000 a 2010. Também foram analisa­das as regiões brasileiras de maior incidência, o sexo e a idade mais frequentes dos que cometem ato suicida. Além disso, buscou-se estabelecer associações que pudessem justificar o maior ou menor índice de suicídio em relação a cada variável escolhida. O estudo epidemiológico foi baseado na análise de artigos publicados no período definido para este trabalho. Além disso, foram utilizados manuais elaborados pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial de Saúde. Conclui­-se que a prevalência é maior em homens do que em mulheres, sendo as regiões Sul e Centro-Oeste as de maior incidência. Predomina um desfecho letal por lesões autoprovocadas, principalmente, pelo enforcamento. Além disso, esse quadro, que antes acometia em maior incidência a população idosa, hoje vem intensificando-se em jovens. Nesse contexto, pode-se perceber a necessidade de enfrentar esse importante problema de ordem sócio-econômico-cultural com estratégias de ras­treamento, conduta e tratamento eficazes, na tentativa de diminuir a incidência e os números absolutos do suicídio no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Magid Calixto Filho, Santa Casa de Misericórdia de São Paulo

Especialização em Medicina Legal e Perícias Médicas pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.

Talita Zerbini, Instituto Médico Legal do Estado de São Paulo; Universidade de São Paulo

Médica legista do Instituto Médico Legal do Estado de São Paulo. Doutora em Ciências pela Faculdade de Medicina da
Universidade de São Paulo.

 

Downloads

Publicado

2016-12-19

Como Citar

Calixto Filho, M., & Zerbini, T. (2016). Epidemiologia do suicídio no Brasil entre os anos de 2000 e 2010. Saúde, Ética & Justiça (e-ISSN 2317-2770), 21(2), 45-51. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2770.v21i2p45-51

Edição

Seção

Artigo