Conflitos na relação entre Cirurgiões-dentistas e operadoras de Odontologia suplementar

Autores

  • Larissa Barradas Lima Feitosa Centro Universitário do Planalto Central Apparecido dos Santos (UNICEPLAC)
  • Denise Ribeiro Santos Universidade de Brasília
  • Rai Matheus Carvalho Santos UNICEPLAC - Centro Universitário do Planalto Central Apparecido dos Santos

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-2770.v25i1p15-22

Palavras-chave:

Saúde Suplementar, Assistência Odontológica, Planos de Pré-Pagamento em Saúde

Resumo

Este artigo buscou levantar na literatura nacional os motivos pelos quais a relação entre as operadoras de planos de saúde e os cirurgiões-dentistas é conflituosa, traçando um histórico do mercado brasileiro na área, bem como o perfil do profissional deste segmento,  destacando as implicações observadas quanto à autonomia profissional, remuneração e satisfação com o trabalho, a fim de fomentar uma reflexão crítica na categoria quanto às relações de trabalho no âmbito da assistência odontológica suplementar. A análise realizada evidenciou que o sistema de saúde suplementar se desenvolveu por mais de trinta anos sem interferência governamental, culminando em um crescimento alarmante, desordenado e desregulado, influenciado pelo excesso de oferta de dentistas e redução de pacientes que pagam por serviços privados. Dessa forma, grande parcela dos profissionais que têm se associado a planos de saúde na expectativa de expansão dos seus serviços são submetidos às demandas das operadoras que limitam seu trabalho àquele menos oneroso, interferem no plano de tratamento e utilizam tabelas de preços desatualizadas para o pagamento de procedimentos clínicos, levando a uma percepção negativa e descontentamento em relação ao desempenho das operadoras. Concluiu-se que de fato a relação é conflituosa, atingindo o profissional em diversas esferas, não apenas econômicas como pessoais, e está associada à expansão do sistema suplementar. Sendo assim, a prática odontológica é afetada na sua essência, sem que medidas de controle e supervisão, tão necessárias, sejam implementadas para corrigir assimetrias nas relações corporativas e evitar condições precárias da profissão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-07-03

Como Citar

Feitosa, L. B. L., Santos, D. R., & Santos, R. M. C. (2020). Conflitos na relação entre Cirurgiões-dentistas e operadoras de Odontologia suplementar. Saúde, Ética & Justiça (e-ISSN 2317-2770), 25(1), 15-22. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2770.v25i1p15-22

Edição

Seção

Artigo