Estimativa de tempo de morte por meio da entomofauna cadavérica em cadáveres putrefeitos: relato de caso

Autores

  • Adelino Poli Neto Instituto Oscar Freire e Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo FM/USP
  • Erika C. Carvalho Instituto Oscar Freire e Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo FM/USP
  • Maria Luiza Cavallari Instituto Oscar Freire e Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo FM/USP
  • Vitor A. P. Gianvecchio Instituto Oscar Freire e Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo FM/USP
  • José Salomão Neto Instituto Médico Legal da Zona Oeste de São Paulo.
  • Marco Antônio Tartarella Instituto Médico Legal da Zona Oeste de São Paulo.
  • Cristina Kanamura Instituto Adolfo Lutz
  • Daniel Romero Muñoz Instituto Oscar Freire e Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo FM/USP

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-2770.v14i2p92-96

Palavras-chave:

Entomologia, Cadáver, Medicina legal/métodos.

Resumo

Relato do caso de uma senhora de sessenta e nove anos encontrada morta em sua residência, já em estado de putrefação, no qual a análise dos fenômenos cadavéricos foi imprecisa para determinar a cronotanatognose (de dois dias a algumas semanas). Foi, então, realizado o estudo da entomofauna cadavérica para determinar o PMI (post morten interval) e concluiu-se que a morte havia ocorrido oito dias antes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adelino Poli Neto, Instituto Oscar Freire e Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo FM/USP

Laboratório de Zoologia Médico-Legal, Instituto Oscar Freire, Departamento de Medicina Legal, Ética Médica, Medicina Social e do Trabalho da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo FM/USP

Erika C. Carvalho, Instituto Oscar Freire e Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo FM/USP

Laboratório de Zoologia Médico-Legal, Instituto Oscar Freire, Departamento de Medicina Legal, Ética Médica, Medicina Social e do Trabalho da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo FM/USP

Maria Luiza Cavallari, Instituto Oscar Freire e Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo FM/USP

Laboratório de Zoologia Médico-Legal, Instituto Oscar Freire, Departamento de Medicina Legal, Ética Médica, Medicina Social e do Trabalho da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo FM/USP

Vitor A. P. Gianvecchio, Instituto Oscar Freire e Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo FM/USP

Laboratório de Zoologia Médico-Legal, Instituto Oscar Freire, Departamento de Medicina Legal, Ética Médica, Medicina Social e do Trabalho da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo FM/USP

Cristina Kanamura, Instituto Adolfo Lutz

Divisão de Patologia, Instituto Adolfo Lutz

Daniel Romero Muñoz, Instituto Oscar Freire e Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo FM/USP

Laboratório de Zoologia Médico-Legal, Instituto Oscar Freire, Departamento de Medicina Legal, Ética Médica, Medicina Social e do Trabalho da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo FM/USP

Downloads

Publicado

2009-12-07

Como Citar

Neto, A. P., Carvalho, E. C., Cavallari, M. L., Gianvecchio, V. A. P., Neto, J. S., Tartarella, M. A., Kanamura, C., & Muñoz, D. R. (2009). Estimativa de tempo de morte por meio da entomofauna cadavérica em cadáveres putrefeitos: relato de caso. Saúde, Ética & Justiça (e-ISSN 2317-2770), 14(2), 92-96. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2770.v14i2p92-96

Edição

Seção

Relato de caso